Fechar

Policial

Caso Beatriz

PC de Sarandi quer exame de assassino confesso de Rachel Genofre

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 20:57 - 01 de outubro de 2019

A Polícia Civil quer exame de assassino confesso de Rachel Genofre. Seria para descobrir se há relação entre Carlos Eduardo dos Santos e o homicídio de Beatriz Pacheco, morta em 2012 em Sarandi aos 11 anos.


É que há poucos dias Santos, de 54 anos, confessou a policiais ter matado Rachel Genofre, em Curitiba, em 2008. O assassino confesso já estava preso em Sorocaba por outros crimes e assumiu a autoria após exames genéticos terem apontado para ele.


Durante 11 anos, o crime na capital paranaense ficou sem solução. Assim que tomaram conhecimento desse caso, os delegados de Maringá e Sarandi começaram a planejar ações. Uma delas é o pedido de um exame de DNA para comparar o material genético de Santos com o que foi encontrado no crime em 2012, disse o delegado Adão Rodrigues, de Maringá.


Ele esteve em Curitiba nesta terça-feira (1º), entre outros motivos, para ficar a par de como está a situação do caso na capital. É que é por lá que os exames devem ser feitos. Rodrigues, que foi delegado em Sarandi há dois anos, disse em entrevista à CBN Maringá que o caso Beatriz nunca ficou completamente parado.

Beatriz Pacheco foi encontrada com sinais de violência sexual.

Bloco de Imagem

Foto: Arquivo/CBN Maringá

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo