Fechar

Paraná

Boletim

Paraná soma 70 casos confirmados de coronavírus, aponta Sesa

Publicado por Redação GMC Online , 09:28 - 25 de March de 2020

O boletim do coronavírus divulgado nesta terça-feira, 24, pela Secretaria de Estado da Saúde confirma 70 casos da doença no Paraná. Dez deles foram contabilizados nas últimas 24 horas em Curitiba (6), Telêmaco Borba (1), Paranavaí (1), Cascavel (1) e um caso de paciente residente fora do Estado (Brasília).


Os pacientes são sete mulheres e três homens com idades entre 23 e 70 anos. Parte das confirmações se referem a pessoas que estiveram em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Dubai e Itália.


Das 70 confirmações, 65 pessoas residem no Estado e cinco em outros locais. Foram descartados 197 casos e 1.844 estão em investigação. Não há registro de nenhum caso de transmissão comunitária.


A secretaria estadual aguarda a normalização do sistema do Ministério da Saúde para validação de cerca de 600 casos negativos, já diagnosticados e descartados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen).


Isolamento


Quatro pacientes confirmados com o coronavírus estão em isolamento hospitalar, três com quadro clínico considerado leve e um em estado grave.


Boletim


O boletim de monitoramento diário da doença foi alterado na somatória para que não ocorram dúvidas com relação à diferença de dados entre o Estado e o Ministério da Saúde. Pacientes que não residem no Paraná, mas foram diagnosticados e receberam tratamento no Estado, são incluídos no boletim separadamente. O Ministério da Saúde divulga apenas os pacientes que residem no Estado.



Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/Secretaria de Estado da Saúde do Rio de Janeiro

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo