Fechar

Paraná

suspeita de fraude

MP ouve prefeito de Astorga sobre estátuas de Chitãozinho e Xororó

Publicado por Nailena Faian, 17:28 - 01 de Outubro de 2018

O prefeito de Astorga (a 62 quilômetros de Maringá), Antônio Carlos Lopes (PTB), será ouvido pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), por meio da promotoria da cidade, nesta quarta-feira (3), no caso das estátuas dos cantores Chitãozinho e Xororó.


As estátuas estavam sendo produzidas por um artista da cidade, mas foram apreendidas, a pedido do MP, por suspeita de fraude na licitação, no dia 21 de setembro.


Astorga é a cidade natal da dupla sertaneja e já existe um portal, em formato de violão, em homenagem a ela. Só que a prefeitura abriu licitação para confecção das estátuas dos cantores, que seriam colocadas também nesse portal.

No entanto, a licitação foi dispensada porque não teria número suficiente de concorrentes e, em seguida, a prefeitura contratou um artista local por R$ 8 mil. O MP suspeita que pode ter ocorrido direcionamento.


Os diretores de Turismo, Cultura, dois membros da comissão permanente de licitação e o artista contratado pela prefeitura já foram ouvidos.


Depois da oitiva do prefeito nesta quarta, “nós vamos verificar a medida judicial adequada à prefeitura”, afirmou o promotor Lucílio de Held.


No dia das apreensões das estátuas, a prefeitura se manifestou, em nota, dizendo que “denúncias infundadas e irresponsáveis tentam induzir o MP ao erro como se irregularidades tivessem sido cometidas”. Também afirmou que não houve irregularidade no processo de licitação e que isso ficará provado.

Bloco de Imagem

Chitãozinho e Xororó na inauguração do portal em formato de violão. Foto: Divulgação/Prefeitura de Astorga

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo