Fechar

Maringá

Maringá

Menino baleado em casa enquanto brincava de videogame volta a andar

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 10:01 - 14 de Novembro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/CBN Maringá

A história comoveu Maringá. Diego Brito brincava de videogame na casa de um amigo quando um homem que estava sendo perseguido por outros dois invadiu a residência. Os criminosos atiraram e um dos disparos atingiu Diego, na época com 11 anos. O menino foi baleado numa região sensível e perdeu o movimento das pernas.


Nos últimos dois anos, a vida da família de Diego mudou completamente. A mãe, Márcia, teve que parar de trabalhar para acompanhar o tratamento do filho. E é um longo tratamento, mas que apresenta resultados animadores. Diego parou de ir à escola, mas estuda em casa. Frequenta também a ANPR, para reabilitação. E passou uma temporada de quatro meses no hospital Sara Kubitschek, especializado no atendimento a casos como o de Diego.


A evolução foi surpreendente. O menino voltou a caminhar com a ajuda de um andador, diz a mãe. "Ele ganhou uma bolsa de estudos, vai para a escola ano que vem. Está bem psicologicamente", garante Márcia.  


Agora, Diego precisa fortalecer os músculos, mas a família não tem condições de pagar uma academia, por isso pede ajuda. "Ele vai começar a fazer natação e musculação, porque ele precisa de fortalecimento muscular, pois vamos voltar ao Sara Kubitschek em março. [Os médicos] vão acompanhá-lo até que ele esteja andando sozinho, sem a ajuda de nenhum aparelho. Se alguma academia estiver interessada em doar o tratamento para ele, eu agradeço, pois continuo sem poder trabalhar", diz a mãe. 


Na época do crime, o amigo de Diego também foi atingido, mas de raspão e se recuperou logo.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo