Fechar

Maringá

Nova pesquisa

Maringá tem, de novo, a gasolina mais cara do Paraná, diz ANP

Publicado por Carina Bernardino/CBN Maringá, 09:34 - 23 de Julho de 2019

A reclamação do consumidor maringaense é antiga. Quem tem veículo e usa diariamente sofre com o preço do combustível, principalmente com o da gasolina. Nesta semana, um novo levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostrou que Maringá tem, novamente, a gasolina mais cara do Paraná. O preço médio encontrado na cidade é de R$ 4,44. 


Os municípios de Cianorte e Assis Chateaubriand ocupam o segundo lugar no ranking, com preço médio a R$ 4,43. A pesquisa foi realizada na última semana em 368 postos de combustíveis de 28 cidades paranaenses. Em Curitiba, o preço médio do litro da gasolina é de R$ 3,95, o menor do estado.


Para economizar, a encarregada de produção Bruna Teixeira trabalha com a motocicleta durante a semana.


"O carro, para quem vai trabalhar, tem horário de almoço, criança na escola, é difícil. [Com] a moto, fica mais econômico, e mesmo assim ainda gasta bastante", diz. 


Para a médica veterinária Amanda Gonçalves Amaral, que tem gasto médio mensal de R$ 800 com combustível, a saída é abastecer com etanol, que também não está muito barato.


"Tenho que encher o tanque a cada quatro ou cinco dias, então é bem calculado o gasto com combustível. No começo do ano, eu encontrava o álcool a R$ 2,45, e agora já cheguei a pagar R$ 3,10", detalha a médica. 


Na opinião do representante comercial José Nilson, o preço não é o principal fator que preocupa em relação ao combustível. A qualidade também tem sido muito valorizada pelos consumidores.


Ouça na reportagem


Se para o consumidor abastecer está difícil, o empresário Paulo Vital garante que para os proprietários de postos de combustíveis a situação também não está fácil.


Em Maringá, a nova pesquisa da ANP foi realizada em 17 postos de combustíveis. O levantamento está disponível no site da agência.

Bloco de Imagem

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo