Fechar

Maringá

Economia

Maringá é a 3ª que mais exporta no Paraná e a 32ª no país

Publicado por Nailena Faian, 09:00 - 31 de Outubro de 2018

Bloco de Imagem

Soja é responsável por 57% das exportações de Maringá de janeiro a setembro deste ano. Foto: AEN

A produção agrícola consagra Maringá como a 3ª cidade que mais exporta no Paraná. No Brasil, a cidade fica na 32ª posição. Os dados contabilizados de janeiro a setembro foram disponibilizados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.


Nesse período, a soja foi responsável por 57% das exportações e os açúcares de cana ou beterraba e sacarose quimicamente pura por 24%. Em seguida, com participação bem menor vem a carne fresca, com 6%, e depois a carne seca ou defumada, com 1,6%.


Nesses nove meses, Maringá arrecadou US$ 1.164,64 bilhão com as exportações, 22% a menos que no mesmo período do ano anterior, quando foi arrecadado US$ 1.493,20 bilhão. Os dados mostram que são 87 exportadores em Maringá e a cidade tem 9,6% de participação nas exportações de todo o estado.


A arrecadação com as exportações está diminuindo a cada ano e o economista João Ricardo Tonin explica o porquê. “Boa parte dos recursos que exportamos são commodities. E boa parte delas vem do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Com os investimentos públicos e privados no norte, parte dos produtos que passavam por Maringá está indo para portos no Pará”, analisa.


Conforme o levantamento, de janeiro a setembro, 54% dos produtos foram exportados para a China; 6,7% para o Iraque; 6,5% para o Canadá; 6,1% para países baixos, como a Holanda, entre outros.

Bloco de Imageminfo

Infográfico: Mdic

Importações


Em relação à importação não há nenhum produto que se sobressai tanto quanto na exportação. De janeiro a setembro, adubos minerais ou químicos foram os produtos mais trazidos para cá, representando 13% das importações.


Em seguida, com 11%, estão as partes e acessórios destinados a máquinas e aparelhos. Depois, com 10%, estão os diodos, transístores e dispositivos semelhantes com semicondutores.


No ranking da importação, Maringá fica na 10ª posição no estado e na 138ª colocação entre as cidades brasileiras. O levantamento aponta que nesse período a cidade teve 224 importadores, que podem ser pessoas físicas e jurídicas.


“As importações têm relação mais direta com a cidade, com o consumo das famílias e a produção em Maringá. As importações aumentaram 5% em relação ao mesmo período do ano anterior porque as indústrias importaram mais para produzir e também porque o aumento da massa salarial exige maior volume de importações”, avalia Tonin.


A importações movimentaram US$ 169,33 milhões em Maringá, com participação de 1,8% nas importações do Paraná. O país que os maringaenses mais importam produtos é a China, que representou 54% das transações. Depois vem a Rússia (13%), Vietnã (2,8%), Índia (2,6%), Estados Unidos (2,5%), entre outros.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo