Fechar

Maringá

Amizade

Em Maringá, 48 moradores de rua têm animal de estimação

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 09:00 - 06 de Dezembro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Edu Leporo/Projeto Moradores de Rua e Seus Cães

Uma pesquisa traduz em números a relação entre moradores de rua e animais de estimação. Quem nunca viu cães seguindo ou dormindo em praças, debaixo de marquises, ao lado de moradores de rua? Eles são companheiros inseparáveis, por isso muitas vezes quando o dono vai para o hospital, os cães seguem a ambulância e ficam até dias na porta do hospital à espera do tutor. Cuidam e protegem os donos.


Certa vez pesquisadores do Observatório das Metrópoles de Maringá fazendo a pesquisa anual sobre população em situação de rua foram impedidos de se aproximar por um cachorro que estava ao lado do morador de rua. Foi daí que surgiu a pergunta: o que motiva um morador de rua a ter um animal de estimação?


Se muitos nem tem vínculo com a família, por que ter com animais? Este ano a pesquisa incluiu estes dados e identificou 48 pessoas encontradas com animal de estimação. 10,4% delas disseram que é por questão de segurança, 68,8% responderam que têm animais por causa da companhia e amizade e 16,7% disseram que o motivo é o amor pelos animais.


A psicóloga Angela Del Grossi, especialista em comportamento animal, diz que esta relação, entre humanos e cães, está ficando cada vez mais forte.


"É uma relação benéfica para ambos. Já é comprovado cientificamente que essa proximidade entre o animal de estimação e seu dono libera a oxitocina (hormônio do vínculo), fortalecendo esse vínculo entre os dois. No caso específico dos moradores de rua, eles possuem uma relação mais próxima com seus animas do que nós, que até temos bichos, mas saímos para trabalhar, fazer outras atividades e não passamos tanto tempo com eles, por exemplo", declarou.


A pesquisa também revelou que 92% dos animais em companhia de moradores de rua são cachorros e 8% gatos. Quer dizer que a velha máxima que o gato não gosta do dono e sim do ambiente não é bem verdade.


A pesquisa completa sobre população em situação de rua será apresentada no dia 9 em audiência pública no auditório Hélio Moreira, às 19h. A pesquisa é realizada em parceria com a Sasc, Secretaria de Assistência Social


Ouça a reportagem completa na CBN Maringá.


 

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo