Fechar

Maringá

Maringá

Durante fiscalização, equipes enfrentam resistência de moradores

Publicado por Monique Manganaro , 10:19 - 25 de March de 2020

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/Prefeitura de Maringá

A noite desta terça-feira, 24, foi marcada novamente pelo trabalho de equipes da Prefeitura de Maringá que fiscalizam o cumprimento do decreto municipal que determinou o fechamento do comércio. No entanto, os fiscais ainda encontram estabelecimentos em funcionamento e enfrentam a resistência de moradores.


A operação de fiscalização começou às 18h desta terça, saindo do Paço Municipal. De acordo com a prefeitura, o trabalho foi reforçado com ainda mais equipes.


Já na primeira vistoria, os fiscais tiveram problemas. Ao visitarem uma igreja no Conjunto Requião II, as equipes foram proibidas de entrar no local. Segundo a prefeitura, os fiscais chegaram a ser “desafiados” pelo pastor responsável que, conforme a fiscalização, disse que vai continuar promovendo cultos e que a igreja não será fechada. O homem chegou a fazer um “miniculto” na calçada.


Um bar no Conjunto Branca Vieira também foi visitado. No entanto, as condições estavam regulares.


Ao todo, foram realizadas 149 vistorias e 15 autuações foram registradas. A população, somente por meio da Ouvidoria Municipal pelo 156, fez mais de 1.200 denúncias apenas nesta terça-feira.


Segundo a prefeitura, até o momento, em cinco dias de fiscalização, foram feitas 6.920 denúncias, 729 vistorias, 150 notificações e 33 autuações em Maringá.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/Prefeitura de Maringá

Coronavírus em Maringá


Conforme boletim divulgado nesta terça-feira, Maringá tem 51 casos suspeitos da Covid-19. Destes, 42 pacientes estão em isolamento domiciliar e outros nove estão internados em hospitais da cidade.


Os casos da doença confirmados ainda são quatro. Segundo a prefeitura, todos estão isolados nas próprias casas.


O número de casos descartados aumentou para 13.



Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo