Fechar

Maringá

Resultado

Chapa da oposição vence eleição do Sismmar com 53,8% dos votos

Publicado por Redação GMC, 07:42 - 09 de Novembro de 2019

Às 2h15 da madrugada deste sábado (9), a Comissão Eleitoral, na voz do presidente Elizeu Mortean, proclamou a Chapa 2 vencedora da Eleição do o Sindicato dos Servidores Municipais de Maringá (Sismmar). Realizada no ginásio da Associação dos Funcionários Municipais de Maringá (AFMM), a apuração levou quase seis horas.


A chapa de oposição, de Priscila Guedes (Conlutas), somou 1.967 votos (53,8% do total) contra 1.560 votos (42,7%) da Chapa 1, de Iraídes Baptistoni (CUT), que tentava a reeleição. Do total de 3.655 votos, foram computados ainda 90 nulos (2,5%) e 38 em branco (1%).


A vitória por diferença de 407 votos reconduz a Conlutas ao comando do SISMMAR após 11 anos. O sindicato esteve sob a bandeira dessa central sindical na gestão de 2005 a 2008, na presidência de Ana Pagamunici.


As comemorações foram marcadas por lágrimas de felicidade, sorrisos, abraços e palavras de ordem. Membros da Chapa 2 entoaram a seguinte frase: “ô ô prefeito, pode esperar, a Chapa 2 está chegando pra lutar”.


Apuração


A contrário do ocorrido no 1º turno, marcado pela impugnação de uma urna, por ações (indeferidas) movidas por uma das chapas derrotadas e por exaustivas 16 horas de apuração, o 2º turno transcorreu com relativa tranquilidade.


Na checagem das listas, um acordo entre as chapas dispensou a conferência de 19 urnas. Isso porque a checagem das dez primeiras urnas revelou apenas dois votos irregulares, muito pouco para um universo de 3.655 votantes.
A nova gestão deve assumir o SISMMAR no primeiro dia útil de dezembro.


Por assessoria de imprensa

Bloco de Imagem

Foram 1.967 votos para a chapa de oposição, de Priscila Guedes, contra 1.560 da Chapa 1, de Iraídes Baptistoni. Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo