Fechar

Maringá

Projetos

Teleférico e outras atrações que já foram sonhadas para Maringá

Publicado por Lethícia Conegero, 17:03 - 22 de maio de 2020

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Facebook

Teleférico, restaurante giratório no topo de uma torre, teatro municipal, tirolesa, triciclos e outros. Algumas atrações e obras projetadas para Maringá acabaram não saindo do papel. Pelo menos até o momento. Conheça algumas delas:


Teleférico


Em junho de 2014, a Prefeitura de Maringá cogitou implantar um teleférico na Avenida Tiradentes. Uma lei municipal de 2003 autorizava a instalação do teleférico no canteiro central, localizado entre o Parque do Ingá e a praça Deputado Renato Celidônio, a praça da prefeitura. Mas, o projeto acabou não saindo do papel.

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Facebook

A lei foi modificada em 26 de junho de 2014 a pedido da administração municipal, permitindo uma área maior de alcance do teleférico, que iria do Parque do Ingá até a praça Manoel Ribas, conhecida como praça do Car Wash. O percurso somava dois quilômetros.


No mesmo ano, a Prefeitura de Maringá afirmou que abriria licitação para viabilizar o projeto. Antes disso, era preciso estudos para atestar que o projeto era viável e para determinar as especificações a serem exigidas em edital.


O então secretário de Planejamento Láercio Barbão explicou ao portal GMC Online que a proposta não saiu do papel porque existiam outras prioridades. Já a assessoria de imprensa da gestão atual da prefeitura informou que “é preciso reconhecer a dificuldade de implantá-la. Primeiro pelos custos envolvidos e mais ainda pela logística exigida. Importante ressaltar que projetos como o do teleférico apenas sublinham as características de uma cidade, sempre inovadoras em ideias – que podem ou não se tornar realidade, mas que tentam antecipar o futuro.”


Restaurante giratório


Outro projeto que já foi pensado para Maringá mas que também não saiu do papel foi de um restaurante giratório que ficaria no topo de uma torre, previsto para ser construído na Praça Pio XII, conhecida como Praça das Torres. A atual administração municipal informou que trata-se de outro projeto de difícil implantação, também devido aos custos envolvidos e logística exigida.


Teatro Municipal de Maringá


Também não saiu do papel o projeto do Teatro Municipal de Maringá, que seria construído na praça Manoel Ribas, conhecida como praça do Car Wash. Segundo o projeto Maringá Histórica, em 1976, o então prefeito Silvio Barros contratou o arquiteto José Augusto Bellucci, que já havia executado outros projetos na cidade, como o Grande Hotel Maringá, a Catedral de Maringá e outros. Contudo, o projeto do teatro não foi adiante.

Bloco de Imagem

Projeto do Teatro Municipal de Maringá - Foto: Maringá Histórica

Museu, mirante e trilha no Bosque II


Em 1982, a Câmara de Vereadores de Maringá transformou o Bosque II em uma área de preservação permanente. Posteriormente, o próprio Legislativo revogou a lei para que o espaço fosse transformado em uma área de ocupação urbana. Na época, existia um projeto para a construção de um museu, mirante e trilhas ecológicas, mas a ideia não saiu do papel.


Segundo o projeto Maringá Histórica, em 1993, quando Said Ferreira voltou à frente da Prefeitura de Maringá, ele tentou retomar o projeto, mas também não foi para frente.


 

Bloco de Imagem

Projeto do museu do Bosque II - Foto: Maringá Histórica

Tirolesa no Parque do Ingá


Os equipamentos da tirolesa e arvorismo do Parque do Ingá foram adquiridos em 2012, mas nunca foram utilizados. Em 2017, o prefeito Ulisses Maia anunciou que seriam ativados. No entanto, meses depois, o Corpo de Bombeiros realizou vistoria e não aprovou, alegando que os equipamentos não eram seguros. 


Em novembro de 2019, a Prefeitura de Maringá informou que iniciou estudos técnicos para verificação das condições da tirolesa para então dar início ao procedimento licitatório na modalidade concessão. 


Triciclos no Parque do Ingá


Também em 2017, o prefeito Ulisses Maia anunciou, em sua página no Facebook, que os triciclos que estavam abandonados no Parque do Ingá haviam sido reformados e que estavam à disposição da população. No entanto, até hoje os equipamentos continuam guardados, sem utilização.


O motivo, segundo a prefeitura de Maringá, é que o Parque do Ingá é uma unidade de conservação e esse tipo de espaço tem normas que precisam ser seguidas. O maior problema é que o parque não comporta esses triciclos. A maior parte do chão é de paralelepípedo, o que impede a circulação desses veículos de três rodas.


Segundo a prefeitura, existe a possibilidade dos triciclos se tornarem atrações no Parque Alfredo Nyffeler, o Buracão. Por enquanto, ainda não há nada garantido.

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Facebook/Ulisses Maia

Elevador panorâmico na Catedral


A ideia de construir um elevador na Catedral de Maringá vem desde a década de 1980. Este projeto saiu do papel, mas não da forma que seria, a princípio. Planejava-se um elevador panorâmico, com vista para a cidade, o que acabou não acontecendo por inviabilidade.


O elevador que foi instalado é fechado e é o primeiro elevador inclinado do Brasil, com 80.6º de inclinação. O equipamento já está funcionando, mas ainda não está liberado para o uso da população.



 Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo