Fechar

Volei

EXCLUSIVO

Vice no SuperPraia, Adrielson/Arthur colocam Maringá no topo; VÍDEO

Publicado por Chrystian Iglecias, 14:45 - 28 de Agosto de 2019

Bloco de Imagem

Dupla visitou a redação do portal GMC Online. Foto: Fábio Castaldelli/GMC

Está comprovado: Maringá, hoje, é um dos grandes polos do voleibol de praia brasileiro! No último fim de semana, a dupla da Associação Maringaense (AMVP), Adrielson/Arthur Mariano, conquistou a medalha de prata da principal competição da modalidade no país: o charmoso SuperPraia, realizado na capital federal Brasília. Detalhe: eles montaram o time às vésperas da competição, já que foi necessária uma troca envolvendo a dupla carro-chefe de Maringá, formada por Adrielson e Arthur Lanci.


Ambos de Paranavaí, Lanci e Adrielson reinaram na base da AMVP, colecionando títulos expressivos, como os Mundiais sub-19 e sub-20. Entre idas e vindas, o "casamento" ia sobrevivendo. Desta vez, porém, foi preciso se divorciar: ambos são defensores, o que pode dificultar a competitividade em torneios "classe A". Com isso, Adrielson encontrou outro Arthur, o Mariano, do Mato Grosso do Sul, mas que faz parte do time da AMVP desde fevereiro de 2018.


Com menos currículo, Arthur Mariano se adaptou rapidamente ao jogo de Adrielson e conseguiu uma improvável primeira medalha dentro do Circuito Brasileiro. Desbancando duplas como Alison/Álvaro Filho, a dupla de Maringá chegou à final e foi derrotada apenas no tie-break. Nada mal para um início.



"Eu vou falar a verdade: o Lanci me traiu (risos). Me trocou!", brincou Adrielson. "É muito treino, quanto mais a gente treina mais sorte a gente tem. Treino e companheirismo", completou o jovem de 22 anos.


Bloco de Imagem

Adrielson/Arthur e Saymon/Lanci subiram ao pódio no SuperPraia. Foto: Arquivo Pessoal

Apesar de treinarem juntos, Adrielson e Arthur Mariano não estavam acostumados a estar do mesmo lado da quadra, e sim como adversários. "Treinamos juntos já há um tempo. A nossa amizade fora da quadra foi muito importante pra entrosar mais rápido", analisou Arthur.


Adrielson, mais experiente dentro do circuito, tem um currículo de invejar. Campeão mundial sub-21 em 2017, na China, o defensor terminou o circuito na terceira posição, fazendo dupla com Eduardo Davi, que também fazia parte da Associação Maringaense de Vôlei de Praia. De quebra, ele foi eleito o "jogador que mais evoluiu" na temporada 2018/19. Vale lembrar que em 2017/18, Adrielson já havia sido a revelação do circuito.


Mais jovem e iniciando no Circuito Brasileiro Open, Arthur Mariano conseguiu a vaga no SuperPraia logo na primeira temporada, ao lado de Adelmo (DF). Como no vôlei de praia os atletas podem trocar de dupla em meio à temporada, Mariano pôde disputar o torneio que fecha a temporada ao lado de Adrielson. A prata foi a primeira medalha dele na elite.


Confira a primeira parte da entrevista exclusiva com Adrielson e Arthur Mariano:

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo