Fechar

Futebol

Maringá FC

Em grande fase, Matheus Rodrigues ganha espaço e vira o dono da '9'

Publicado por Chrystian Iglecias, 14:48 - 03 de June de 2019

No início do ano, a camisa 9 do Maringá FC parecia ter encontrado um dono definitivo. O pernambucano Tiago Orobó começou o Campeonato Paranaense como o grande xodó da torcida, marcando três gols em três jogos na Taça Barcímio Sicupira. No entanto, com a volta para o segundo turno do estadual, Orobó sofreu queda drástica de rendimento, assim como toda a equipe maringaense, que amargou o rebaixamento para a Divisão de Acesso. 


A queda no estadual escancarou as falhas da equipe, e o ataque foi um dos setores que mais ganharam reforços para a Série D. Porém, mesmo com a falta de gols na Taça Dirceu Krüger, o técnico Sandro Forner, que assumiu no lugar de Antônio Picoli em meio à briga para não cair, manteve Tiago Orobó como o camisa 9 titular do Maringá FC no início da quarta divisão nacional.


O mal início do Tricolor, no entanto, resultou em uma nova troca de treinador logo após a terceira rodada da fase de grupos, quando o Maringá somava apenas dois pontos. Quem assumiu no lugar de Sandro Forner foi o auxiliar-técnico Jorge Martinez. O uruguaio, então, decidiu sacar Tiago Orobó do onze titular e promover a entrada de Matheus Rodrigues, que já tinha marcado um gol na Série D - diante do Avenida, na estreia. 


A partida de estreia de Jorge Martinez no comando do Maringá era uma "bucha". Uma derrota diante da Ferroviária, em Araraquara, poderia eliminar o time da Série D. Todavia, o uruguaio pôde contar com o oportunismo de seu novo centroavante titular. Desta vez jogando desde o início, Matheus Rodrigues foi decisivo ao marcar o gol da vitória diante da Locomotiva. O resultado fez o grupo A17 embolar, e o Maringá renascer. 

Bloco de Imagem

Foto: Rodrigo Araújo/Maringá FC

Neste sábado (1), Matheus ganhou nova chance na equipe titular e, mais uma vez, não decepcionou. Novamente, foi dele o gol da vitória tricolor, desta vez sobre o Joinville, no Willie Davids. Para muitos, a partida marcou a melhor atuação coletiva do time da Cidade Canção desde o final da Primeira Taça do Campeonato Paranaense. Após o jogo, o novo "dono da 9" falou com a imprensa em entrevista coletiva e manteve os pés no chão.



"Graças a Deus consegui fazer o gol, mas não tem nada definido. Tem que chegar lá no Rio Grande do Sul e fazer a mesma coisa que a gente fez aqui. Não podemos deixar passar nenhum detalhe", disse Matheus Rodrigues.



O Rio Grande do Sul, mais precisamente a cidade de Santa Cruz do Sul, será palco da última partida do Maringá FC na fase de grupos da Série D. O adversário é o Avenida, terceiro colocado do grupo com 7 pontos - o Tricolor Maringaense é o segundo, com 8. Será a terceira "final" de Jorge Martínez, Matheus Rodrigues e cia. Para assegurar a segunda colocação do grupo, um empate é o suficiente. No entanto, é melhor não dar sopa para o azar, já que dois dos vice-líderes de grupo ficarão fora do mata-mata e a pontuação do Maringá FC não é alta.


"Independente se for eu ou outro companheiro do meu time, a gente tem sempre que buscar o gol e a gente tem que ir pra lá (RS) buscar a vitória. Não podemos esperar o resultado de outra partida", afirmou o camisa 9.

Bloco de Imagem

Foto: Rodrigo Araújo/Maringá FC

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo