Fechar

COLUNISTAS

Menos dinheiro

Player

Publicado por Zona Livre, 11:15 - 10 de Janeiro de 2019

GOVERNADOR RATINHO JUNIOR BLOQUEIA 20% DO ORÇAMENTO
A publicação do decreto foi na segunda-feira, mas ontem surgiram as primeiras repercussões sobre o contingenciamento de 20% do Orçamento do Estado para 2019. O decreto suspende a execução de despesas no valor total de R$ 8,1 bilhões. Segundo o governador, a medida não significa que os gastos não serão realizados, mas que eles ficam adiados até uma possível nova decisão.
O bloqueio afeta as secretarias da Educação, com R$ 1,6 bilhão; da Saúde, com R$ 1,1 bilhão; Segurança Pública com R$ 825 milhões. Também foram contingenciados recursos da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística para 53 obras em rodovias, no total de R$ 136,8 milhões, entre elas a duplicação da PR-317, entre Maringá e Iguaraçu. A obra está no orçamento, com previsão de R$ 10 milhões. O contorno do Catuaí também ficou adiado, um investimento previsto no orçamento, com R$ 35 milhões para as obras e R$ 15 milhões para desapropriações.
As universidades foram atingidas pela medida, sendo a UEM a que teve maior impacto.
Em nota, o governo afirma que a medida “consiste no retardamento de parte da programação de despesa” prevista no Orçamento. “A medida, portanto, não suspende e nem cancela recursos previstos no orçamento anual do Estado”.
O objetivo é “permitir o cumprimento de metas fiscais, que no presente caso objetiva uma contenção de 20% das despesas do Estado”, e “garantir o equilíbrio fiscal do Paraná, compatibilizando a execução de despesas com a efetiva entrada de recursos, mantendo assim a estabilidade econômica estadual”.


VEREADOR DOA SEU ÚLTIMO SUBSÍDIO (SALÁRIO) PARA O HOSPITAL DO CÂNCER
O vereador Do Carmo fez uma doação do seu último salário para o Hospital do Câncer de Maringá. A doação foi de R$ 6.738,82.
Na sua página na internet o vereador falou da visita que fez ao hospital, da doação e de problemas da cidade, como a saúde (crises do Hospital do Câncer do Hospital Universitário), contorno sul, educação e o papel dos políticos para a comunidade e sociedade.


ANTAGONISTA
Publicação de ontem, no Antagonista, com o título “Só acaba quando termina”, revela que “o ex-ministro da Saúde Ricardo Barros, do PP, entrou em campo para tentar conter a reeleição de Rodrigo Maia como presidente da Câmara. O PP, como antecipamos, articula com o MDB um bloco anti-Maia”.


SAÚDE FORA DAS PRINCIPAIS PRIORIDADES?
Em conversas e no contato com a imprensa, o deputado federal Ricardo Barros tem lembrado que a saúde é, provavelmente, o maior desafio do governo federal. Cerca de 150 milhões de brasileiros dependem do SUS.
Apesar desse desafio comprovado por números, o novo governo tem dedicado agendas prioritariamente para segurança pública, economia, acordos com Congresso Nacional, combate à corrupção e ao crime organizado.
Ricardo tem falado, desde os tempos de ministro, que o problema da saúde pública do Brasil não está no montante de recursos, mas na gestão.
Enquanto isto, o ruralista e médico ortopedista Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde, mesmo não estando no centro das atenções, vai colecionando problemas, dúvidas e críticas.
Apesar de ser médico, de ter sido secretário de Saúde de Campo Grande e cumprido dois mandatos como deputado federal, está enfrentando dificuldades à frente do Ministério.


LICITAÇÃO DA PUBLICIDADE
Ontem a Prefeitura de Maringá divulgou a pontuação dos cadernos técnicos apresentados pelas nove agências participantes da licitação para publicidade.
A soma da pontuação dos envelopes 1 e 2 teve as seguintes primeiras colocadas: Única Propaganda, seguida da Sol Propaganda, da S.E. Propaganda e Meta Propaganda.
Está aberto prazo de cinco dias úteis para apresentação de recursos.


 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo