Fechar

COLUNISTAS

Lutador de Maringá representa o Brasil no Glory

Publicado por Carlos Emori/Giro Esportivo, 14:00 - 04 de Dezembro de 2019

O Brasil terá um representante de Maringá no Glory 73, que será realizado neste sábado (7), em Shenzhen, na China. Natural de Niterói e morador da Cidade Canção, Bruno Chaves será um dos três brasileiros a lutar no card do maior evento de luta em pé do mundo. Bruno Gazani e Júlio Lobo serão os outros representantes.


Com 24 vitórias e apenas uma derrota em seu cartel profissional no kickboxing, o peso-pesado fará sua segunda luta no Glory. Ele estreou em outubro do ano passado com uma vitória sobre francês Mamadou Lamine Sene.

Bloco de Imagem

Bruno Chaves tenta a segunda vitória no Glory 73

Desta vez o adversário será bielorusso Andrey Gerasimchuk, que tem 17 vitórias e 9 derrotas. Para esta luta Chaves revela que o tempo de preparação foi curto, mas está confiante em uma boa vitória.


“Sofri uma lesão na lombar e para não ter que passar por uma cirurgia, fiquei cerca de 5 meses sem treinar. Logo que voltei aos treinos, surgiu a oportunidade da luta, então comecei totalmente do zero e tive apenas cinco semanas de preparação, mas montamos uma boa estratégia e acredito muito que sairei vencedor”.


Para a luta deste sábado, Chaves fez a preparação na Hemmers Gym, de Curitiba, local bem mais próximo de casa do que em sua estreia. “Bom, é minha segunda luta no Glory, já tira um pouco o peso da estreia. Na época até achei que ficaria mais nervoso, mas graças a Deus não foi tanto, talvez por eu estar muito bem treinado e ter passado 2 meses na Holanda. Lá na academia basicamente só eu não tinha lutado no Glory ainda. Agora estou em outro momento e sinceramente estou mais preocupado em ficar 30 horas voando do que com a luta especificamente”.


Ao contrário do primeiro adversário de Bruno Chaves, o bielorusso Andrey Gerasimchuk já é conhecido no mundo da luta. Ele já venceu o brasileiro Felipe Micheletti e o holandês Rico Verhoeven, atual campeão dos pesos pesados do Glory. A fama do adversário é considerada positiva pelo brasileiro. “Lutadores do Glory geralmente tem lutas na internet e enfrentar alguém conhecido é sempre bom porque costuma ‘valorizar o passe’ em casos de boas lutas e com vitórias, principalmente”.


No Brasil, o GLORY sempre é transmitido Ao Vivo no Yotube (Preliminares e Super Fight Series), e no DAZN (Numbered Series).

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo