Fechar

COLUNISTAS

Educação começa em casa

Player

Publicado por Gilson Aguiar, 08:14 - 21 de outubro de 2019

A rede estadual de ensino abriu matrículas para o ano que vem. A novidade é que ela pode ser feita pela internet. O que desburocratiza e facilita para os pais na hora de fazer a rematrícula ou trocar o filho de instituição. A critérios para a troca de escola, caso os pais desejem isso precisam optar por três escolas para matricular o filho e aguardar sobra de vagas. Mas tudo isso pode ser feito on-line.


Por mais que a tecnologia facilite esta relação dos pais com as instituições de ensino, nada substitui a frequência dos pais na escola. O acompanhamento da vida escolar dos filhos é condição fundamental para o bom desempenho. A educação precisa disso.


Muitos pais fazem a crítica ao mau desempenho dos filhos quando o assunto é educação. Porém eles se esquecem que sua participação pode ser a “peça chave” para que o bom desempenho aconteça. Aprende que dentro do ambiente doméstico há a valorização da escola.


Conhecer os professores, a direção da escola, a proposta pedagógica e participar dos eventos que instituição promove gera uma relação de troca e apoio. A escola também precisa conhecer a comunidade onde ela atua. Quem são as pessoas que tem os filhos dentro do ambiente escolar. Este conhecimento permite rever e propor práticas pedagógicas adequadas as necessidades da comunidade.


Muito da educação ser considerada um peso para pais e filhos é o distanciamento. A falta de uma comunicação eficiente e que consiga contemplar os interesses de lado a lado. Há um desprezo dos pais pela escola e das instituições de ensino pela comunidade a sua volta. Muito disso é preconceito, falta de conhecimento.


Esta ponte entre comunidade e escola deve ser feita, com urgência. A educação é uma resposta, não é a única, mas pode fazer uma diferença significativa ao perceber que a colaboração com a comunidade lhe garante respeito e apoio. O que em grande parte falta para sociedade quando o tema é educação. Parte considerável das pessoas consideram a educação importante, mas não conseguem identificar como.


Conhecendo, dialogando, convergindo interesses, a escola pode ser uma porta voz da comunidade e ajudar a elaborar com mais eficiência suas pautas de interesse. A discussão mais racional sobre os problemas que uma comunidade atravessa, quando é feita dentro de um ambiente educacional, pode unir maturidade e racionalidade.


Aposte nisso, frequente a escola do seu filho.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo