Fechar

COLUNISTAS

Agronegócio: entre o defensivo e o pesticida

Player

Publicado por Gilson Aguiar, 08:56 - 23 de Abril de 2019

Um dos assuntos mais polêmicos do agronegócio é o uso dos defensivos agrícolas, ou o que alguns chamam, agrotóxicos e pesticidas. Levantamento feito pelo Ministério da Saúde, oito em cada dez municípios do Paraná há consumo de agrotóxicos junto com a água. Estaria a população sendo envenenada.


Audiência pública foi realizada em Maringá para discutir o tema. Dados apresentados pelo Ministério Público demonstram que foram consumidas 29 milhões de toneladas de agrotóxico pelos maringaenses entre 2012 a 2017. O termo “envenenamento” foi utilizado. Pesado, por sinal.


Os produtores agrícolas questionaram os números. Afirmaram que não se poderia fazer uma conta simples de quantidade de defensivos em relação ao número de habitantes. Não se despeja agrotóxicos na boca da população. Há, segundo eles, uma logística de aplicação, condições de retenção do produto químico e o que realmente é consumido do produto.


O assunto sempre gera polêmica. Mas necessita ser entendido na realidade de consumo de alimentos no Brasil. Os produtos considerados naturais são de custo elevado, não tem uma produção que atenda a população. O ideal da alimentação saudável tem que ser entendida dentro de um nível de tolerância de aplicação de agrotóxicos.


Precisamos de condições de produção mais adequadas e com custo menor para o produtor. Não podemos comparar o consumo de alimentos no Brasil com países desenvolvidos da Europa, onde há subsídios para produtores agrícolas.


Estamos em uma sociedade industrial e com produção em larga escala. A produção artesanal, com volume menor, tem uma tendência a um custo maior para o consumidor. O que não significa que a produção tradicional seja de má qualidade. Não se está envenenando a população.


Medidas de proteção da população em relação a qualidade dos alimentos é bem vinda, este é o papel da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). A qual tem critérios para o uso de defensivos. Quem desobedece as estes critérios deve ser punido. Mas generalizar a produção agrícola, a qualidade dos alimentos e considerar um envenenamento da população, é exagero.


 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo