Fechar

COLUNISTAS

HashtagGrandeHelena

Publicado por Victor Simião , 13:00 - 21 de Setembro de 2018

- Pessoa, pessoal! - grita o professor Mauricio.

Os alunos na sala de aula estão eufóricos.

- Ô pessoal, ei!, colabora aí.

Os estudantes acabaram de voltar de uma aula de educação física.


- Eu vou falar pra vocês sobre os autores que a gente vai ler e discutir neste semestre, óquei?

O silêncio começa a tomar lugar enquanto os adolescentes pegam os cadernos para anotar o que o professor dirá.

- Álvares de Azevedo, José de Alencar, Machado de Assis e Lima Barreto.

João, filho de pais leitores e apaixonado pelo Sítio do Pica Pau Amarelo, sente falta de um nome. Decide questionar ao professor, então.

- E o Monteiro Lobato?
- Ele não – diz Maurício.
- Tem algum motivo?
- Não apenas o fato de ele ser racista, João, mas é porque ele não funcionaria no atual momento.

***

Na roda de conversa entre amigos, Bárbara, Bianca e Beatriz decidem quem vão chamar para a festa que ocorrerá em outubro.

- A gente pode levar o Marcelo, o Raimundo e o Otávio – diz Beatriz.
- E o William? – questiona Bianca.
- Ele não – diz Bárbara.
- E por quê?
- Ele é machista, homofóbico, sem contar que tem mau hálito, Bianca – responde Bárbara.

***
Preso na 9ª Subdivisão Policial de Maringá, Castilho, vulgo o Roedor (por conta dos dentes avantajados) prestará, dentro de instantes, o primeiro depoimento. Ele foi detido na noite anterior com 15 celulares furtados, uma quantia em dinheiro e gibis da Turma da Mônica.
O delegado Saviano entra na sala e dá as primeiras informações. Ele quer saber quem são os cúmplices nos crimes que o Roedor tem cometido na cidade.

- O Marcelin, vulgo Jogador, hein, bandido, ele é seu parceiro?
- Ele sim, dotô.
- E o Chico, vulgo Compositor, hein?
- Ele sim, dotô.
- E o Cristovão, vulgo Escritor, hein?
- E o Jair, vulgo Capitão, hein, bandido?
- Ele não, dotô.
- Ele não?
- Ele não, dotô. De forma alguma.
- Qual o motivo de toda essa ênfase, Roedor? O Capitão não ajudaria o grupo?
- Não, dotô. Falador demais.
- Han?
- Ao ponto de tá por aí há 30 anos e nunca ter feito nada grandioso. É só papo.
- Então ele não, Rodedor?
- Ele não.

***
- Até que gosto das crônicas do João, sabe. Inclusive dos contos que ele publica na coluna. Acompanho o trabalho dele desde quando o João cursava Jornalismo. Agora, pelo que sei, faz Ciências Sociais. Publicamente, ele não se posiciona. Eu, Tamires, particularmente, acho que ele deveria se posicionar. Não falar sobre o que está acontecendo agora é se omitir, é se abaixar para o inominável.
- Você acha que ele publicaria algo assim, tão claramente, para se posicionar?
- Não sei, Luis, não sei. Ele não faria isso.
- Nem de forma cifrada? Tipo uma crônica com o que ele acha mas de forma que dependa do leitor para o entendimento?
- Não sei, Luis. Ele não... Não é do perfil dele.
- O João não deve fazer nada, Tamires, é o que você acha?
- Ele não.

Bloco de Imagem

"Particularmente, acho que ele deveria se posicionar"

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo