Fechar

Política

Jogo Político

Ulisses Maia pede suspensão da filiação do PDT

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 16:04 - 05 de Setembro de 2018

Bloco de Imagem

Foto: Arquivo/CMM/Divulgação/CBN Maringá

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, pediu a suspensão temporária da filiação dele no PDT, o Partido Democrático Trabalhista. A ação do chefe do executivo municipal é para evitar problemas com a executiva estadual da sigla. Isso porque Ulisses decidiu apoiar o candidato ao governo do Paraná pelo PSD, Ratinho Junior. O PDT apoia João Arruda, do MDB. O ex-senador Osmar Dias, do PDT, começou a pré-campanha ao governo, mas decidiu não concorrer. E isso mudou o cenário político no estado.


O prefeito disse que fez o pedido para ficar livre para fazer escolhas. Ele tem convite para se filiar ao PSD, de Ratinho Jr., mas afirmou que só vai tomar a decisão depois das eleições de outubro


Segundo Maia, o apoio a Ratinho Jr. se deu por uma série de motivos. Gratidão foi um deles, já que o ex-aliado de Beto Richa (PSDB) e agora candidato ao governo foi um dos poucos políticos que apoiaram o prefeito na campanha de 2016. Além disso, Ulisses falou que não poderia apoiar a governadora e candidata a reeleição Cida Borghetti  (PP) porque ela faz parte de um grupo adversário.


Na campanha de 2016, o PDT foi o partido que abriu as portas a Ulisses Maia. Ele vinha do Solidariedade. Questionado se essa suspensão de candidatura não é uma forma de dar as costas à sigla que recebeu o então vereador, o prefeito explicou que não: que o compromisso era trabalhar para Osmar Dias, mas como ele não se candidatou, o prefeito se sente livre para dar apoio a outro nome.


A reportagem da rádio CBN Maringá apurou que nos bastidores da prefeitura, secretários próximos ao gabinete estão livres para trabalhar para João Arruda, do MDB.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo