Política

Região de Maringá

Suspeitos de fraudes, ex-prefeito de Astorga e mais 3 são presos

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 16:45 - 12 de Setembro de 2019

O ex-prefeito de Astorga Arquimedes Ziroldo, conhecido como Bega, o filho dele, o contador Daniel Ziroldo, a nora dele, a servidora pública Luciana Ziroldo e um empresário foram presos nesta quinta-feira (12). Eles são acusados pelo Ministério Público de uso ilícito de consórcio público para fraudar licitações e, dessa forma, obter dinheiro público.


Os quatro foram detidos durante a Operação Alavanca do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O ex-prefeito e as outras pessoas estão presos preventivamente. Eles foram denunciados após investigação da promotoria em Astorga em parceria com o Núcleo de Londrina do Gepatria, o Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa.


O ex-prefeito foi o gestor do Cindepar, o Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná, entre os anos de 2013 e 2016. O Ministério Público sustenta que na gestão dele quatro licitações foram vencidas por uma empresa laranja, que seria de Ziroldo. Ou seja: o dinheiro do consórcio presidido por ele teria ido para ele mesmo. Também foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em cinco cidades.


Quatro licitações teriam sido fraudadas. Há provas claras, disse o promotor de justiça Lucílio de Held Junior, do Ministério Público de Astorga.


“A investigação foi deflagrada há 90 dias, nós tivemos indícios muito robustos da prática de fraude relativa à contratação de uma empresa através do consórcio Cindepar. (...) As fraudes estão alçadas a um montante de quase R$ 6 milhões. Com base nisso foi feito um pedido, uma representação pela expedição deste mandado de busca e apreensão e pela prisão dos envolvidos que constituem o núcleo dessa organização criminosa”, afirma.


Ouça a reportagem completa da CBN Maringá.


Arquimedes Ziroldo foi prefeito de Astorga por duas gestões, entre 2009 e 2016.


Os quatro presos devem responder pelos crimes de organização criminosa, fraude a licitações e lavagem de dinheiro.


A CBN entrou em contato com a defesa do ex-prefeito Arquimedes Ziroldo. Por mensagem, a advogada dele informou que só poderá atender a partir das 19h. A reportagem também procurou o atual prefeito de Astorga e atual presidente do Cindespar, Antônio Carlos Lopes. Um funcionário do Consórcio informou que ele está em Curitiba e indicou a advogada de Ziroldo para falar.


O advogado Maurício Carneiro defende Daniel Ziroldo e a esposa dele, a Luciana. Ele disse que a denúncia não é verdadeira e que irá provar que os clientes são inocentes ao longo do processo. O advogado também disse que pediu a alteração para prisão domiciliar para Luciana.


Ouça o que o advogado disse:

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Bloco de Imagem

Foto: ilustrado.com.br

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo