Fechar

Política

atos no sábado

MPPR expede recomendação para que manifestações ocorram pacificamente

Publicado por Redação GMC Online, 11:57 - 29 de Setembro de 2018

O Ministério Público do Paraná (MPPR) expediu nessa sexta-feira (28) recomendação administrativa dirigida à governadora do Estado com o objetivo de assegurar que as manifestações organizadas por grupos de mulheres previstas para ocorrerem em todo o estado neste sábado (29) sejam realizadas de forma pacífica.


No documento, que também é dirigido ao secretário de Estado da Segurança Pública, ao Comando-Geral da Polícia Militar e ao delegado-geral da Polícia Civil, o MPPR recomenda que os órgãos garantam o direito à realização de manifestações públicas pacíficas nos locais definidos e acompanhem a realização dos atos, intervindo somente se necessário para garantir a segurança de seus participantes.


Nos casos em que houver necessidade de atuação repressiva das polícias Civil e Militar, deverão ser observados os meios adequados e proporcionais de contenção, evitando-se o uso de qualquer espécie de armamento, salvo em caso de necessidade inafastável, informou o MPPR.


Além disso, os policiais civis e militares devem ser orientados para que, nas abordagens policiais – que só devem ocorrer se motivadas por critérios objetivos –, a revista seja realizada por agentes do mesmo gênero da pessoa abordada, sem qualquer tipo de tratamento vexatório ou discriminatório.


Maringá


Em Maringá, dois atos estão marcados para este sábado (29). Um intitulado "Mulheres contra Bolsonaro" será na praça Renato Celidônio (praça da prefeitura), às 14h. 


Antes, às 13h, está marcada uma carreata em apoio à candidatura de Bolsonaro. A concentração será na Catedral. 


 Com assessoria de imprensa

Bloco de Imagem

Ato contra Bolsonaro será na praça da prefeitura de Maringá. Outro a favor terá concentração na Catedral.Foto: Divulgação/PMM

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo