Fechar

Política

Entrevista

'Maringá tem recursos para obras, mas faltam projetos', diz Barros

Publicado por Gilson Aguiar/CBN Maringá, 11:59 - 18 de Outubro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Rodisley Souza/CBN Maringá

Em entrevista à CBN Maringá nesta sexta-feira (18), o deputado federal Ricardo Barros (Progressistas) falou das principais obras na cidade que dependem de recursos federais. Ele considerou que a bancada maringaense tem feito um papel fundamental para garantir e viabilizar obras fundamentais para o futuro da cidade.


Num primeiro momento, o deputado falou sobre a liberação de recursos para diversas obras esperadas na cidade. Entre elas, o Contorno Sul Metropolitano.


"É um convênio assinado em 2009 para fazer o projeto. De lá para cá, o projeto foi aprovado em 2015, licitado em 2016, cancelado em 2017 e agora fiz um acordo para retomar a licitação. Então, será licitada essa obra este ano e, na reunião da bancada federal do Paraná na última quarta-feira, ficou certo que haverá emenda de bancada para essa novamente. É uma emenda impositiva, então tem que executar o recurso. Estou muito feliz, porque se iniciarmos a obra com emenda impositiva, todos os anos a emenda tem que ser repetida. A gente espera que todos os deputados que têm base na região possam colocar recursos nessa obra", declarou Barros. 


O deputado ainda falou sobre os recursos destinados à duplicação do viaduto do Contorno Norte e à expansão do Aeroporto Regional Silvio Name Júnior. Além disso, comentou sobre as eleições municipais. Ele considera que ainda teremos radicalização e busca de renovação.


Ouça a entrevista completa: 

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo