Fechar

Policial

Investigação

Suspeito confessa que matou homem que estava desaparecido, diz PM

Publicado por Nailena Faian, 22:39 - 04 de Janeiro de 2019

Bloco de Imagem

Tony Clayton tinha 35 anos e era morador de Pérola. Foto: Divulgação/Defesa Civil

Um dos suspeitos de estar envolvido no desaparecimento de Tony Clayton, de 35 anos, confessou, nesta sexta-feira (4), ter matado a vítima, conforme informações da Polícia Militar de Araruna (a 97 quilômetros de Maringá). Mais cedo, o carro de Clayton havia sido localizado abandonado em uma estrada do município.


O suspeito, de 24 anos, foi preso nesta sexta-feira em Araruna logo após a Polícia Militar da cidade encontrar o carro da vítima escondido em meio a uma plantação, na zona rural do município. Informações davam conta que antes de ser escondido, o veículo estava numa casa. A PM foi até o endereço e levou dois homens para a delegacia de Peabiru.


Como o último local em que Clayton foi visto foi em um hotel de Maringá, a Polícia Civil da cidade estava investigando o caso. Uma equipe foi até Araruna e interrogou o suspeito, que, segundo a PM, acabou confessando que matou Clayton.


Segundo a PM, o suspeito afirmou que teria desovado o corpo em Terra Boa. A reportagem tentou contato com o delegado de plantão da Polícia Civil de Maringá, mas ele não atendeu às ligações.


Segundo o Instituto Médico-Legal (IML) de Campo Mourão, um corpo sem identificação e em avançado estado de decomposição foi recolhido em Terra Boa há dois dias. A Defesa Civil Municipal de Maringá afirmou que a Polícia Civil esteve naquela cidade e que foi confirmado que o corpo é de Tony Clayton. 


Segundo a PM de Araruna, o jovem que confessou o crime deve ser encaminhado à delegacia de Maringá.

Desaparecimento
Tony Clayton é morador de Pérola e estava passeando em Maringá. Segundo um amigo, ele foi visto pela última vez no hotel Ibis, no último sábado (29). Ele deixou os pertences no local, saiu de carro e não retornou mais.


A irmã dele, moradora de São Paulo, veio a Maringá para procurá-lo. Em um vídeo publicado nas redes sociais, ela pedia ajuda da comunidade. “Estou sem chão. Peço, por favor, para que vocês estejam me ajudando. Meu irmão é uma pessoa do bem, nunca fez mal a ninguém”, disse.

Bloco de Imagem

Carro de Tony Clayton havia sido encontrado na zona rural de Araruna nesta sexta-feira. Foto: DIvulgação/PM

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo