Fechar

Policial

ABC Paulista

Soldado da PM é preso por assaltos com arma de brinquedo

Publicado por Folhapress, 17:13 - 26 de Junho de 2019

Um soldado da Polícia Militar, de 35 anos, foi preso em flagrante acusado por dois assaltos, na madrugada desta quarta-feira (26), em São Bernardo do Campo (ABC). O policial usou uma arma de brinquedo para realizar os roubos.


Segundo a polícia, o policial assaltou primeiro um posto de combustíveis, na avenida Lions. Para fugir, ele usou um Chevrolet Prisma preto, que teve as placas anotadas por funcionários.


PMs que faziam ronda pela região foram informados sobre o emplacamento, que não condizia com o modelo descrito pelas vítimas. Os policiais, então, trocaram uma das letras das placas e identificaram um carro com as mesmas características usadas na fuga pelo suspeito.


Com o soldado preso foram apreendidos celulares, uma arma de brinquedo, dinheiro, além de documentos e drogas Divulgação/PM Enquanto se deslocavam para o endereço da proprietária do carro, o soldado da PM teria realizado mais um assalto, em outro posto de combustíveis, na rua Bertoldo Klinger.


Imagens de uma câmera de monitoramento mostram o PM ameaçando a recepcionista com uma arma, que depois constatou-se ser de brinquedo. Em seguida, ele foge com todo o dinheiro do caixa.


Na casa da dona do Prisma, que não teve a identidade informada, ela informou que havia alugado o veículo ao policial. O PM teria lhe dito que usaria o veículo para trabalhar como motorista de aplicativo.


Os PMs se deslocaram até o local do primeiro assalto, quando se depararam com o carro conduzido pelo soldado. Neste momento, teve início uma perseguição, que se estendeu por poucos metros.


Sob o tapete do carro, do lado do motorista, os policiais encontraram uma arma de brinquedo, usada nos assaltos, além de pequenas porções de cocaína, maconha e um frasco de lança-perfumes.


Além das drogas, também foram apreendidos R$ 1.330, levados dos postos, além de quatro celulares. O caso foi encaminhado ao 2º DP de São Bernardo do Campo.


A reportagem questionou a PM e a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), sobre a prisão do soldado. Porém, não haviam se manifestado até a publicação desta reportagem.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/PM

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo