Fechar

Policial

Mandaguari

Polícia identifica suspeito de ter participado de assassinato

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 16:08 - 21 de Janeiro de 2019

A Polícia Civil identificou o homem que teria participado do assassinato de Honório Watanabe, de 57 anos, na sexta-feira passada, em Mandaguari. Ele está sendo procurado, mas até a tarde desta segunda-feira (21) ainda não havia sido encontrado. Apesar disso, o delegado Adriano Santos quer que a Justiça decrete a prisão preventiva do homem.


Os indícios mostram que ele foi quem teria disparado contra a vítima, disse o delegado em entrevista à CBN Maringá.


As irmãs Andressa e Hellen Watanabe seguem presas. Agora, de forma preventiva. Elas são as principais suspeitas pela morte do tio. O motivo seria uma herança. Hellen, segundo o delegado, foi quem informou ter contratado o homem para atirar contra Honório. Ela chegou a dizer que não imaginava que o homem fosse atirar de fato, relata o delegado Adriano Santos.


A principal linha de investigação da polícia é o interesse na herança. As irmãs cuidam de um pai que está doente. E aí elas precisariam de dinheiro.


A reportagem entrou em contato com o advogado Reinaldo Faria, que defende Hellen Watabane. Ele preferiu não comentar o assunto. A reportagem procurou a advogada de Andressa Watanabe, mas ela não estava no escritório.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo