Fechar

Policial

Maringá

Para polícia, trio preso é responsável pelo arrombamento de prédio

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 15:48 - 27 de Janeiro de 2020

Os três homens presos pela polícia nesse domingo, 26, são os responsáveis pelo arrombamento de um prédio na região central de Maringá. A afirmação é do delegado de Polícia Civil Luiz Henrique Vicentini, que chefia a investigação do caso. Na sexta-feira, 24, um prédio comercial de 14 andares teve todas as salas arrombadas por criminosos.


Com os suspeitos foram encontradas ferramentas que indicavam os arrombamentos. O trio deve passar por audiência de custódia, e a polícia deve pedir a prisão preventiva deles por associação criminosa. A idade deles varia de 20 e 27 anos. Todos têm passagem pela polícia por crimes como furto, tráfico de drogas e pichação.


Dois dos suspeitos são de Curitiba e estavam em um hotel; o terceiro, de Maringá. Essa informação aponta para uma formação de quadrilha cujo foco é entrar prédios, disse o delegado Luiz Henrique Vicentini.


"Os três suspeitos foram abordados na região central de Maringá, próximo à Avenida Tiradentes. Com eles, foram encontrados diversas ferramentas e apetrechos normalmente utilizados em arrombamentos, da forma como foi realizado o crime. A prisão se deu em decorrência das investigações, através de informações anônimas e imagens de câmeras de segurança", declarou.


Durante o interrogatório, os três homens ficaram em silêncio. No quarto de um hotel, foi encontrado um notebook que teria sido furtado na sexta-feira, 24.


Outros dois crimes semelhantes de prédios arrombados foram registrados em Maringá há poucos dias. Agora, a Polícia Civil investiga para descobrir se o trio preso tem envolvimento.


Ouça a reportagem completa na CBN Maringá.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo