Fechar

Policial

Maringá

Inquérito sobre atropelamento e morte de enfermeira foi entregue ao MP

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 10:27 - 11 de Setembro de 2019

Bloco de Imagem

Cristiane Fonseca tinha 37 anos. Foto: Reprodução/Facebook

O inquérito policial que investigou a morte da enfermeira Cristiane Fonseca, de 37 anos, foi finalizado e entregue ao Ministério Público. Ela foi atropelada quando estava no canteiro central da Avenida Rio Branco, na Zona 5, em Maringá, no dia 23 de agosto. Cristiane aguardava para atravessar na faixa de pedestre quando foi atingida por um Corsa desgovernado.


Com a batida, ela foi jogada contra outro carro e morreu. O motorista do carro foi preso em flagrante e liberado após pagar fiança.

"O inquérito foi concluído na semana passada. A imputação do delito foi a mesma pelo qual ele foi autuado em flagrante, no crime de homicídio culposo de trânsido agravado, uma vez que não surgiu nenhum fato novo que indicasse que ele tivesse agido naquele momento com dolo, ou até mesmo com dolo eventual. O que ficou caracterizado, a princípio, e o que nós podemos concluir do inquérito policial, é que, realmente, ele teria perdido o controle do veículo e por conta disso acabou atropelando essa vítima que estava sobre a calçada", diz o delegado Diego Freitas, da delegacia de homicídios de Maringá. 


Segundo ele, a polícia também pediu perícia para apurar se o motorista estava em alta velocidade no momento do acidente. 


O advogado de defesa do motorista do Corsa, Silvestre Negrão, afirma que o caso se trata de um acidente de trânsito.


"Acidente a gente não espera, são coisas que acontecem, frações de segundo... Não tem mais o que explicar com relação a isso", comenta o advogado. 


Ouça a entrevista


Cristiane iria começar a trabalhar num hospital de Maringá na semana seguinte ao atropelamento.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo