Fechar

Policial

Região

Dois homens são presos em operação contra exploração sexual infantil

Publicado por Monique Manganaro , 10:59 - 28 de Março de 2019

Bloco de Imagem

Foto: divulgação/Polícia Civil do Paraná

A Polícia Civil do Paraná cumpre, na manhã desta quinta-feira (28), nove mandados de busca e apreensão em oito cidades do estado. A ação investiga crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes.


Na região, policiais civis de Paranavaí e de Campo Mourão estão envolvidos na Operação Luz na Infância 4, força-tarefa coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e que envolve Polícias Civis do Distrito Federal e de 26 estados brasileiros.


Em Paranavaí, a Delegacia da Mulher cumpriu um mandado de busca e apreensão. De acordo com a delegada Fernanda Bertoco Mello, para apreender matérias de informática com conteúdo de pornografia infantil. Durante o cumprimento ao mandado, um homem, de 54 anos, foi preso em flagrante.


“Foi realizada vistoria técnica nos equipamentos e foi constatado que ele armazenava diversos arquivos de vídeo e imagens contendo pornografia infantil. Como ele estava em situação de flagrante, foi conduzido até a delegacia e vai responder pelo crime de armazenamento de conteúdo de pornografia infantil”, detalha. Segundo a delegada, a pena para esse crime varia de um a quatro anos de prisão.


Em Campo Mourão, conforme o delegado João Paulo Menuzzo Lauandos, um homem de 38 anos foi preso. Com ele, foi apreendido um computador, também contendo materiais pornográficos, um celular e algumas munições calibre 38. Segundo a polícia, o suspeito confessou que os arquivos eram dele.


Existem alvos da investigação também em Curitiba, Arapongas, Cambé, Cascavel, Foz do Iguaçu e São José dos Pinhais.


Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça, com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais, que apresentavam indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.


Esse conhecimento produzido foi repassado às Polícias Civis – em especial às delegacias de proteção à criança e ao adolescente, e de repressão a crimes informáticos – que, por sua vez, instauraram inquéritos e solicitaram aos juízes locais para expedição dos mandados de busca e apreensão.

Bloco de Imagem

Foto: divulgação/Polícia Civil do Paraná

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo