Fechar

Policial

Segurança

Câmara pede reforço de segurança na cadeia de Mandaguari

Publicado por Carina Bernardino/CBN Maringá, 18:02 - 26 de Julho de 2019

Nesta quinta-feira (25), a cadeia pública de Mandaguari se tornou exclusiva para criminosos sexuais. Ao todo, 65 detentos do complexo penal de Maringá foram levados para unidade, assim como 65 detentos de lá foram trazidos para as unidades penais do município.


A decisão do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) foi anunciada à imprensa um dia antes das transferências. A Câmara Municipal e a prefeitura de Mandaguari alegam terem tomado conhecimento das mudanças no mesmo dia. Por causa disto, nesta sexta-feira (26) foi realizada uma reunião com autoridades da cidade.


Os vereadores cobram do Estado, por meio de ofício, o reforço da segurança no minipresídio, como explica o presidente do Legislativo, Hudson Guimarães.


De acordo com o coordenador regional do Depen, Luciano Brito, a mudança na cadeia de Mandaguari foi debatida com antecedência. Outra alegação é de que os presos por crimes sexuais são mais ‘tranquilos’.


Segundo o Depen, a região Noroeste tem cerca de 270 detidos por crimes sexuais, que devem ser levados ao local após adequações da cadeia pública. A CBN está aguarda retorno do delegado de Mandaguari, Nery Zoroastro, que também participou da reunião. O objetivo é entender que tipo de melhorias a cadeia pública recebeu antes de ser tornar exclusiva para criminosos sexuais. Além de saber se a unidade é segura.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/SOE

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo