Fechar

Policial

Operação 'Vucetich'

Ação que investiga emissão de documentos falsos prende 3 em Maringá

Publicado por Monique Manganaro , 10:25 - 02 de Abril de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/PCPR

Três pessoas foram presas em Maringá durante o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão pela segunda fase da Operação Vucetich. Segundo a Polícia Civil, a ação investiga uma organização criminosa que fazia carteiras de identidade fraudulentas para foragidos da Justiça e para o cometimento de crimes de estelionato.


Desde o início da manhã foram cumpridos, simultaneamente, quatro mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão em Maringá, Sarandi (a 29 quilômetros de Maringá) e Rancho Alegre D’Oeste (a 183 quilômetros de Maringá). De acordo com a Polícia Civil, apenas em Maringá foram três mandados de busca e apreensão e outros três de prisão, resultando na detenção de três pessoas. Um suspeito também foi preso em Sarandi. 


Um suposto contador de Maringá, de 43 anos, é um dos investigados. Conforme informações da PC, o suspeito já tem diversas passagens pela polícia por crimes de estelionato. “Ele e outras três mulheres, de 25, 34 e 43 anos, criavam empresas fraudulentas, registravam em nomes de laranjas e davam o golpe do seguro desemprego e salário maternidade. A fraude teria gerado um prejuízo superior a R$1 milhão para os cofres públicos”, afirma a Polícia Civil. Segundo a PC, as suspeitas são a mulher do contador, a ex-mulher dele e uma amiga. 


Em Rancho Alegre D’Oeste, um dos alvos da operação é um funcionário da prefeitura municipal. O homem, de 48 anos, é suspeito de executar a fraude, de acordo com a polícia, junto às pessoas investigadas em Maringá. “O homem prevalecia-se do fato de trabalhar no atendimento do posto para confecção de carteiras de identidade e inseria dados falsos no sistema para contribuir com criminosos. De acordo com as investigações, o posto de atendimento em que o funcionário municipal trabalhava teria confeccionado cerca de 160 Carteiras de Identidades falsas”, detalha a PC.


Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, indicado pela polícia como um dos maiores traficantes do país, seria um dos beneficiados pelo esquema criminoso.


Primeira fase


Em dezembro do ano passado, a Polícia Civil cumpriu a primeira fase da Operação Vucetich e apreendeu documentos, computadores e celulares em Maringá e Rancho Alegre D´Oeste.


Com informações da Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Paraná


Matéria atualizada às 11h54 para correção de informações

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo