Paraná

Tortura

Justiça condena duas educadoras de Rondon a 20 anos de reclusão

Publicado por Letícia Tristão, 15:47 - 07 de Agosto de 2018

A Justiça condenou duas educadoras de Rondon, na região noroeste do estado, por tortura contra crianças. Elas foram condenadas a 20 anos de reclusão. A decisão está sujeita a recurso.


A denúncia foi feita pelo Ministério Público do Paraná. A ação foi apresentada em novembro de 2017 pela Promotoria de Justiça de Cidade Gaúcha, responsável pela comarca.


O MP denunciou as duas educadoras, que estavam em estágio probatório em Centro Municipal de Educação Infantil do município, por submeterem diversas crianças “a intenso sofrimento físico e psicológico como forma de aplicação de castigos, agredindo-as física e psicologicamente, com empurrões, puxões de cabelo e de orelha, apertões e outras condutas semelhantes”. As agressões foram filmadas.


Já à época da denúncia as mulheres foram afastadas do cargo pela Prefeitura Municipal de Rondon. A sentença criminal também decretou a perda dos cargos públicos das duas educadoras.


Leia mais notícias da região


 


Foto da capa:Pixabay/domínio público

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo