Fechar

Paraná

Trânsito

Ciclistas se arriscam no trajeto entre Sarandi e Maringá

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 09:31 - 23 de Julho de 2019

Bloco de Imagem

Fotos: Luciana Peña/CBN Maringá

O cruzamento do Contorno Sul de Maringá com a Avenida Colombo, no limite com Sarandi, já é um trecho confuso e perigoso para os carros. Imagina então para ciclistas e pedestres. E muitos passam por este caminho todos os dias. Sem uma ciclovia no limite entre as cidades, os ciclistas se arriscam entre os carros e na contramão. O perigo é maior nos horários de pico.


Para os trabalhadores que usam a bicicleta como meio de transporte, até existe uma ciclovia, mas ela termina pouco antes do limite entre as cidades. Bem neste ponto há uma calçada estreita e de terra. Não tem espaço para todo mundo e os ciclistas encaram a contramão, diz o Rafael Santos.


“A gente corre o maior risco, porque não dá para ver quem vem de lá ou quem vem de cá. Aí temos que arriscar e atravessar”.


É um risco que se corre todo dia em meio a carros e caminhões, diz Carlos Ermelindo. “É perigoso. (...) E não tem outro caminho. Temos que nos arriscar no meio dos carros”.


E tem muito pedestre por ali também. A Diahir Albuquerque saiu de casa para comprar no supermercado que fica nas proximidades. No entanto, ela só faz isso de vez em quando porque é muito arriscado.
“Aqui é muito perigoso. Deveriam fazer alguma coisa. Porque é difícil atravessar. Tem que ter muito, muito cuidado”, comentou.


A CBN está em contato com as prefeituras de Maringá e Sarandi para comentar o assunto. Na semana passada, o secretário de Mobilidade Urbana de Maringá, Gilberto Purpur, disse que existe a possibilidade de se construir uma trincheira neste ponto para melhorar o fluxo de veículos.


O projeto pode prever uma ciclovia, mas a aprovação depende do Departamento de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Bloco de Galeria
Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo