Fechar

Maringá

Educação

Prova Paraná será aplicada nesta terça-feira

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 10:48 - 10 de Junho de 2019

A segunda edição da Prova Paraná será aplicada nesta terça-feira (11). A avaliação será para alunos do sexto ano do ensino fundamental ao terceiro do ensino médio. Apenas no Instituto de Educação, um dos maiores colégios estaduais de Maringá, serão avaliados 1.800 estudantes.


Com provas de língua portuguesa e matemática, a Prova Paraná tem o objetivo de diagnosticar o nível de aprendizagem das turmas. Para isso são utilizados “descritores”, uma espécie de parâmetro que indica o nível de conhecimento que se espera de um estudante em cada ano da escola. A correção é rápida, feita por um aplicativo, e no mesmo dia se tem uma noção das deficiências escolares.


No Instituto de Educação, as provas estão prontas e na sala da diretora. Só falta transcrever a prova em braile para dois alunos cegos, diz a diretora Leonice Berti Mendes.


"Amanhã, já no início do período, os alunos fazem a prova, têm duas horas para resolver as questões, e depois aula normal", explica a diretora. 


A primeira avaliação, em março, apontou uma deficiência em conteúdos de matemática. Os alunos do Instituto se saíram bem em língua portuguesa.


E se é preciso melhorar em matemática. A aula da disciplina é caprichada. O professor de matemática Cleiton Sofientini está revisando os conteúdos da Prova Paraná desde a semana passada. E os alunos se esforçam. Boa parte do fim de semana de alguns foi dedicado aos estudos.


No Instituto, as provas serão aplicadas inclusive para o quarto ano do ensino médio integrado, que é a turma que faz o curso técnico de administração.

Bloco de Imagem

Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo