Fechar

Maringá

Executivo

Prefeitura cria formulário para receber sugestões no Orçamento 2020

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 18:49 - 28 de Maio de 2019

A Prefeitura de Maringá criou um formulário chamado de Orçamento Cidadão 2020. O objetivo é coletar respostas da população para a criação das diretrizes do orçamento do próximo ano. São 13 questões, com temas como policiamento, assistência social, cultura, saúde e educação. Para preencher o formulário, o interessado deve registrar o nome e o bairro em que vive.


Os itens apresentados vão ser avaliados pelas áreas de Planejamento e Fazenda da Prefeitura. O fato de haver sugestão não significa que haja dinheiro para a criação da proposta.


Além do formulário, a Prefeitura de Maringá já programou as cinco Assembleias de Planejamento e Gestão Territorial, as APGTs. Esses encontros ocorrem entre os dias 17 e 25 de junho, em cinco locais diferentes da cidade.


A primeira APGT ocorre no dia 17 de junho, às 19h30, na Escola Municipal Dr Osvaldo Cruz, no centro. A segunda, no dia 18, mesmo horário, na Quadra de Esporte da Escola Municipal Gabriel Sampaio, no Conjunto Lea Leal. A terceira assembleia ocorre na Casa da Cultura, no Jardim Alvorada. É no dia 19, às 19h30. No dia 24, às 19h30, ocorre a número quatro, na escola municipal Pioneira Jesuína de Freitas, na Vila Santa Izabel. A última, no dia 25, é na escola municipal Padre Ryo Tanaka, no Jardim Novo Horizonte.


O objetivo é ouvir as demandas do público para aquela região, pessoalmente, explicou o presidente do Conselho Municipal de Planejamento e Gestão Territorial e do Instituto de Pesquisa e Planejamento, Edson Cardoso, em entrevista à CBN Maringá.


Em 2018 a Prefeitura registrou 700 formulários preenchidos pela internet e 367 sugestões/solicitações durante as APGTs.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo