Fechar

Maringá

Transplante

Maringaense com leucemia recebe medula óssea de doador da Turquia

Publicado por Nailena Faian, 12:30 - 01 de Junho de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Facebook

A sexta-feira (31) foi um dia de muita emoção para o maringaense Thiago Ruy Amaral, de 30 anos, e sua família. Foi a data em que ele recebeu o transplante de medula óssea que tanto aguardava. O procedimento foi realizado no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba, que é referência na área.


Amaral descobriu que estava com leucemia em novembro do ano passado. A partir daí foi iniciada a busca por um doador de medula óssea. No entanto, não é nada fácil achar alguém totalmente compatível. Segundo o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), a chance é de 1 para cada 100 mil.


Em janeiro deste ano, uma boa notícia chegou: havia duas possíveis doadoras. Os exames foram realizados e, infelizmente, não deu positivo para o transplante. Internado em um hospital de Maringá desde quando descobriu a doença, a esperança dele e da família persistia.


No fim de abril deste ano, veio a remissão da leucemia e mais uma notícia de que havia possíveis doadores. Desta vez eram três pessoas. Uma delas, um homem de 42 anos, morador da Turquia, foi 95% compatível com Thiago e foi dado início aos procedimentos necessários para realizar o transplante.



"Eu falo que o Thiago foi sortudo. Foram encontrados, no total, quatro possíveis doadores para ele, sendo que a chance de achar alguém é muito pequena. Na verdade até foram cinco, mas um estava indisponível", contou ao portal GMC Online a irmã dele, Danielle Ruy Amaral.



Thiago teve que ir para o hospital referência em transplante de medula óssea em Curitiba. A medula chegou nesta sexta-feira e o procedimento foi realizado, com início às 16h20 e término às 23h. O momento foi registrado por meio de vídeo por uma equipe do hospital (veja vídeo abaixo).



“Deu tudo certo. Estamos muito felizes. Thiago renasceu. Agora é só esperar a medula pegar”, disse Danielle.



“O previsto é ele ficar 30 dias no hospital sendo monitorado. O prazo para a medula pegar é de 20 dias. Deve ficar em Curitiba por mais um três meses fazendo exames toda semana. Depois deve voltar para Maringá", completou.


Thiago estava para se formar em Engenharia Ambiental quando descobriu a doença. Ele fazia estágio na Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Maringá.


SAIBA COMO SER UM DOADOR DE MEDULA ÓSSEA


Para ser doador de medula óssea é preciso fazer um cadastro. Saiba mais aqui. 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo