Fechar

Maringá

Masterplan

'Maringá 100 anos' é tema de palestra gratuita com prof. Nailor

Publicado por Redação GMC, 10:43 - 17 de Setembro de 2018

Bloco de Imagem

Primeira palestra foi realizada no Jardim Alvorada, em julho. Foto: Divulgação

Ajudar a população a entender o que é o projeto “Maringá 100 anos”, e como esse planejamento econômico e urbanístico da cidade, o Masterplan, vai interferir na vida dos empresários e seus colaboradores.


É com este objetivo que a Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) e o Sicoob promoverão nesta terça-feira (18) uma palestra com o professor Nailor Marques Júnior. Será às 19h30 no Centro Social Urbano (CSU) do Jardim Liberdade, com entrada pela Avenida Guaiapó.


O tema da palestra será ‘2047, o futuro já começou’, já que em 2047 Maringá completará cem anos e o Masterplan vai ajudar Maringá a crescer de forma ordenada e oferecendo qualidade de vida para a população.


“As pessoas imaginam que 2047 é um futuro distante, que será usufruído por seus filhos e netos. Mas minha palestra mostra como os empresários e funcionários de pequenos negócios, como açougues, bazares e distribuidoras, podem se preparar para esse futuro”, diz o professor, que é formado em Direito e em Letras, autor de 30 livros e já ministrou mais de 2,2 mil palestras no Brasil e no exterior.

Esta será a segunda de quatro palestras do projeto ACIM em Ação, todas em bairros da cidade e gratuitas. A primeira no Jardim Alvorada, em julho. E no dia 27 deste mês será no Buffet Ilha de Capri, no Mandacaru. Em outubro a palestra será no dia 31 no Centro Comunitário do Conjunto Habitacional Hermann Moraes Barros.


A participação nas palestras será gratuita. Quem quiser pode retirar convite antecipadamente na Associação Comercial, ou ir direto ao evento. O ciclo de palestras tem apoio da Unimed, Cocamar e Unicesumar.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo