Maringá

Dia dos Pais

Lojas descumprem lei e não colocam preços na vitrine, diz Procon

Publicado por Redação GMC Online, 17:28 - 10 de agosto de 2018

Bloco de Imagem

A maioria dos 64 estabelecimentos não apresentava em suas vitrines os valores dos produtos ou apenas de forma parcial. Foto: Marcio Naka/PMM

Durante esta semana, o Procon realizou a Operação Dia dos Pais, fiscalizando lojas e restaurantes de Maringá. A falta de precificação de produtos em vitrines foi a principal irregularidade encontrada.


A ação se concentrou principalmente em lojas de shoppings com artigos masculinos e também fiscalizou a clareza e disponibilização correta das informações.


A maioria dos 64 estabelecimentos fiscalizados não apresentava em suas vitrines os valores dos produtos ou apenas de forma parcial. Diversos lojistas alegaram que recentemente tinham trocado a vitrine o que não justifica a ausência da precificação. Conforme a infração, os responsáveis podem receber advertência ou multa.


Segundo o gerente de projetos do Procon, Danilo Bueno, nos restaurantes e churrascarias nenhuma situação grave foi constatada. “Apenas alguma coisa relacionada ao armazenamento dos alimentos. Mas, como fizemos uma operação forte no ano passado nesses locais, o pessoal se conscientizou, por isso foi tranquilo”, explica.


Vitrines


O Procon alerta que os preços nas vitrines são obrigatórios, por meio de uma apresentação clara e correta. Caracteres, letras e números devem estar visíveis e não rasurados, borrados ou que não possam ser apagados, sem necessidade de qualquer esforço para compreensão.


Caso haja opção pelo parcelamento é necessário número, valor das prestações e taxas de juros. As vitrines de lojas do município são fiscalizadas periodicamente. Apenas neste ano, o Procon lavrou 17 autos de infração que somam mais de R$ 34 mil em multas.


Saiba mais
Consumidores que observarem o descumprimento das normas do Código de Defesa do Consumidor podem fazer a denúncia ao Procon pelo telefone (44) 3293-8150.


Com assessoria de imprensa


Leia mais notícias de Maringá. 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo