Fechar

Maringá

Zeis

Habitação: Maringá terá imóveis a R$ 128 mil

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 11:31 - 23 de Outubro de 2019

O contrato para a construção de 176 apartamentos, assinado nesta quarta-feira (23), é o primeiro das chamadas Zeis, Zonas Especiais de Interesse Social. Boa parte deles poderá ser financiada pelo programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). O terreno é um vazio urbano na Rua das Azaleias, numa região nobre de Maringá.


Os valores dos imóveis vão variar de R$ 128 mil a R$ 178 mil, mas a prioridade será para as famílias cadastradas na prefeitura, na fila da casa própria, explica o diretor de Habitação, Márcio Lorin.


"(A intenção é) poder estimular o empreendedor e dar condições para que ele produza um apartamento mais barato. A política pública vem nesse sentudo, ela atrela a produção a dinâmica do mercado a uma capacidade de atender uma parcela da poulação que até então não tinha acesso à cidade, vamos chamar assim. Pois o acesso à moradia é estenddido ao acesso à cidade. Nesse sentido, estamos proporcionando a possibilidade de a pessoa comprar um apartamento a R$ 128 mil, em uma região praticamente central, proximo ao Hospital Paraná", diz ele


"As pessoas cadastradas na prefeitua terão exclusividade no primeiro mês de vendas. Então, elas serão convidas para se dirirgir até a empresa para poder fazer a compra. Dos 176 apartamentos, 88 estarão disponíveis a R$ 128 mil", completa.


O prefeito Ulisses Maia diz que o importante do projeto é oferecer moradia acompanhando a lógica do mercado.


"O preço dos imóveis em Maringá nunca vai diminuir. Nós sabemos disso. E muitas vezes as pessoas querem morar aqui e não conseguem. Assim acabam indo embora de Maringá e trabalhando aqui", diz.


Ouça a reportagem completa na CBN Maringá.


A fila de espera por casa própria em Maringá hoje é de 7 mil famílias. A construção começa assim que o empreendedor fechar contrato com a Caixa Econômica Federal (CEF).


As Zeis promovem a ocupação de áreas urbanas vazias com moradias de valor acessível para famílias com renda baixa.

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Cléber França/GMC Online

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo