Maringá

Logística

Cronograma da Coleta Seletiva em Maringá é alterado

Publicado por Redação GMC,, 14:34 - 15 de Junho de 2018

O esquema de coleta seletiva em alguns bairros da cidade foi alterado pela Secretaria de Serviços Públicos. A coleta que era realizada as terças e quintas, passam a ser realizadas aos sábados.


Com o aumento de participação dos maringaenses no serviço de reciclagem, a coleta tem crescido nos últimos meses. Em janeiro foram 316 toneladas, contra 413 em maio. A mudança foi feita para agilizar o atendimento e tem início a partir deste sábado (16).


O secretário de Serviços Públicos, Vagner Oliveira, explica que a mudança no esquema da coleta vai tornar a logística de atendimento mais eficiente. “É importante que os moradores fiquem atentos aos novos dias e se programem para a entrega das sacolas de lixo”, disse.


A Semusp oferece sacos biodegradáveis de 100 litros, semanalmente, para os moradores. Podem ser destinados papel, papelão, plástico, metal, vidro e isopor. Não devem ir para a coleta pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes que precisam ser entregues aos revendedores.


Bairros que passam a receber a coleta no sábado:
Jardim Três Lagoas
Maurilio Correa Pinho
Moradias Atenas
Jardim Guairaca
Jardim Monique
Chacará Bandeirantes
Residencial Icaro
Jardim Paris VI
Jardim Monte Rei
Jardim Pilar
Jardim Imperador
Jardim Colina Verde
Conj. Habitacional Requião
Jardim Paulista I, II, III e IV
Jardim Andrade
Loteamento Sumaré
Conj. Residencial Guaiapó
Jardim Novo Paulista
Jardim Licce
Jardim Dias I e II
Jardim Monte Carlo
Jardim Paris III, IV, V e VI
Parque das Laranjeiras
Jardim São Jorge
Vila Santa Isabel
Jardim Los Angeles
Jardim Maravilha
Jardim Mandacaru
Cidade Universitária
Tropical
Vila Vardelina
Jardim Brasília
Jardim Seminário
e Jardim Lucianópolis.


Os demais bairros seguem com o serviço anterior de coleta. Os caminhões realizam a Coleta Seletiva de segunda a sábado (bairros e distritos) e de segunda a sexta (centro) entre as 7h30 e 16h30.


RECICLAGEM
O material recolhido pelos caminhões são destinados a seis cooperativas do município para triagem. Papel, papelão e plásticos são encaminhados às centrais de valorização de materiais recicláveis, para o beneficiamento e comercialização com indústrias que fabricam produtos a partir de recicláveis. Outros materiais como metais e vidros não passam pelas centrais de valorização e são comercializados pelas próprias cooperativas.


*com assessoria


 

Bloco de Imagem

A mudança foi feita para agilizar o atendimento e tem início a partir deste sábado (16). (Foto: Cary Bertazzoni/PMM)

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo