Fechar

Maringá

Odor

6 empresas são responsáveis pelo mau cheiro em Maringá, diz Prefeitura

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 18:17 - 16 de Janeiro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Aldemir de Moraes/PMM

Após dois meses de investigação, a Prefeitura de Maringá concluiu que seis empresas são as responsáveis pelo mau cheiro na região norte da cidade. Por causa disso, uma delas deve ser embargada por pelo menos 15 dias.


A informação foi divulgada nesta quarta-feira (16), em uma coletiva de imprensa, no Paço Municipal. Participaram o vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora, fiscais do Meio Ambiente, e o secretário da pasta, Ederley Alkamin, quem convocou a coletiva.


Segundo ele, uma empresa de compostagem é a principal responsável pelo odor. Ela recebe itens como ovos, efluentes e outros itens que apodrecem. O mau cheiro ocorre porque a empresa recebe mais materiais do que deveria, e não dispõe de mecanismos que impeçam a propagação do cheiro, de acordo com a secretaria de Meio Ambiente.


Essa organização de compostagem tem quatros anos em Maringá. E o cheiro começou a ser sentido no fim do ano. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, em outubro, a empresa aumentou a capacidade de atuação, só que sem utilizar itens necessários. Um deles é a cortina de vegetação, que é a utilização de árvores e plantas para impedir que um cheiro se espalhe.


A licença da empresa está regularizada junto ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP), segundo a Prefeitura. Mas o aumento de serviço não foi comunicado ao IAP, disse o secretário de meio ambiente.


O trabalho dos fiscais teve apoio da Estação Climatológica de UEM. O fato do cheiro ter se espalhado pela cidade ocorre porque a Maringá Orgânicos fica em uma região alta, a nove quilômetros da cidade. E como o vento ‘bate’ nela, e não há cortina de vegetação, o cheiro se propaga.


O estabelecimento embargado terá duas semanas para fazer algo, disse Ederley Alkamin. E até lá, não poderá executar novos trabalhos.


Somente em janeiro deste ano, a Prefeitura recebeu 80 reclamações de mau cheiro na zona norte.


Outro lado


O proprietário da Maringá Orgânicos conversou com a nossa reportagem nesta quinta-feira (17) e explicou que não sabe ainda as razões do embargo parcial. A notificação foi entregue à empresa no começo da noite dessa quarta-feira (16) e só na manhã desta quinta o empresário disse que poderá entender o que está acontecendo. Ele vai procurar a Secretaria de Meio Ambiente para ficar a par da situação. E só depois poderá falar sobre o assunto. 


Nós também procuramos o IAP, mas ninguém atendeu ao telefone por volta das 17h30 desta terça.


Matéria atualizada às 9h desta quinta-feira (17) para acrescentar o posicionamento da Maringá Orgânicos.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/PMM

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo