Fechar

Maringá

Maringá

449 aprovados em concurso da prefeitura serão chamados

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 18:43 - 23 de Novembro de 2018

A Prefeitura de Maringá começa a convocar a partir da semana que vem 449 pessoas  aprovadas no concurso público deste ano. A convocação começa a partir da publicação de um edital em um jornal da região. A informação é do secretário municipal de recursos humanos, César França, e foi obtida com exclusividade pela repórter Carina Bernardino, da CBN Maringá.


O número de convocados é maior que o número de pessoas que estava previsto para contratação no concurso realizado pelo poder público. Isso é permitido porque o edital previa a possibilidade de contratar até o limite de classificados. O concurso previa 152 vagas.


A avaliação é que essa contratação supra a demanda da área da educação. O município tem 84 salas ociosas, como apontou o Observatório Social neste ano.


A CBN apurou que a decisão foi tomada após pressão do observatório e do sindicato.


Havia o temor de que servidores que são de carreira tivessem que trabalhar durante o recesso. Com os aprovados no concurso, os convocados terão de trabalhar em janeiro, no período conhecido como plantão.


Os convocados são professores e cuidadores, além de outras funções.


Nos últimos dois anos, o orçamento de gastos do município tem ficado comprometido com a folha de pagamento dos servidores, ficando acima do limite de alerta, que é de 48,6%. Neste ano tem ficado em 49%.


A avaliação da prefeitura é a de que, com a contratação dos aprovados, o número de horas-extras diminua e com isso haja dinheiro em caixa para pagar os servidores. Com isso a expectativa é de que o impacto não seja tão sentido na folha.

Bloco de Imagem

Prefeitura convocará os aprovados a partir da semana que vem. Foto: Divulgação/PMM

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo