Fechar

Gastronomia

Mapa da pizza

Maringá Food Festival começa nesta quinta-feira em 22 pizzarias

Publicado por Redação GMC, 09:43 - 05 de Setembro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

Desta quinta-feira (5) até o dia 22 de setembro, os maringaenses terão 22 motivos a mais para sair de casa para jantar. E não será apenas para comer: os clientes irão provar, avaliar as receitas, registrar o voto e ainda concorrer a prêmios, vivendo uma experiência de jurado de concurso de gastronomia em pizzarias espalhadas por diversos bairros da cidade, com pizzas a preço fixo de R$ 38. Confira aqui o mapa da pizza.


Desta dinâmica de votação pública no site sairá a pizza vencedora na categoria Popular. Para executar a difícil - e deliciosa! - tarefa de escolher a melhor pizza de Maringá na categoria Profissional, dois críticos renomados percorrerão todos os estabelecimentos, nos dias 21 e 22 de setembro, para avaliar as receitas criadas exclusivamente para o festival.



Veja as receitas aqui.



Repórter e editor de gastronomia do principal guia de turismo do País, o Guia 4 Rodas (Editora Abril), por quase 15 anos, Ricardo Castanho trará a bagagem da crítica gastronômica profissional ao MFF, com cerca de 3 mil refeições avaliadas no currículo. Ainda na Abril, ele foi editor-chefe do Núcleo VEJA Cidades e o responsável por 17 especiais de VEJA Comer & Beber no País, além de diretor de redação de VEJA Brasília. Atualmente, Castanho comanda a Ao Sabor da Letra, agência de conteúdo especializada em gastronomia, em São Paulo.

Bloco de Imagem

Ricardo Castanho. Foto: Divulgação

“O Maringá Food Festival é uma chance de as pizzarias saírem da zona de conforto. Incentivar que as pessoas pensem fora da caixa é muito legal, tanto para as pizzarias - que vão trazer novas combinações - quanto para o consumidor, que pode ter uma nova pizza na sua lista de preferidas”, diz o jornalista.


Para ele, jogar luz sobre a comida e promover um debate acerca do que comemos é outro trunfo do evento. “A gente come para ter energia para sobreviver, e muitas vezes as pessoas se alimentam apenas para resolver um problema de necessidade. Quando se faz um festival que incentiva as pessoas a avaliarem pizzas, você está, de certa forma, forçando-as a pensarem sobre o que estão comendo. Isso de pensar, de avaliar e de criar um padrão interno de avaliação é muito bacana, pelas descobertas que podem ser feitas”, conclui.


Carlos Cesar Zoppetti, também de São Paulo, é o outro jurado convidado. Pizzaiolo formado pela Scuola Italiana Pizzaioli e empresário do ramo de pizzaria, ele comanda o Instituto ConPizza, entidade que tem como missão disseminar informações para evoluir o mercado de pizzas em todo o País, oferecendo consultoria, treinamentos, workshops e visitas técnicas.

Bloco de Imagem

Carlos Cesar Zoppetti. Foto: Divulgação

“A minha expectativa é das melhores. Um festival que vai promover uma competição sadia entre as pizzarias promete elevar o nível da oferta de pizzas na cidade. Todo mundo ganha: o público e os estabelecimentos, que estarão em evidência durante o festival”, diz Zoppetti, que já atuou como jurado no “The American Pizza Championship”, nos Estados Unidos.


O Maringá Food Festival é uma realização da Bússola Eventos, com patrocínio da Made in Roça Cocamar, Coopercard, Alimentar Equipamentos, PICNIC Leprino Food’s, Agência Bússola, Fished Conteúdo, JGV Pesquisa, Império Frios Maringá, U.Content Criação de Conteúdo, e apoio da Abrasel Norte do Paraná e Selo Qualidade no Turismo Maringá. Os parceiros de mídia são Portal GMC Online, MIX FM Maringá, RIC TV Maringá e Projeção Outdoor. A Viaje Grand Tour e o Nóbile Hotel são, respectivamente, a agência e o hotel oficiais do evento.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo