Fechar

Entretenimento

Mostra de Música Instrumental

Programação da Ecos do Ingá começa no sábado

Publicado por Redação GMC, 09:07 - 24 de Julho de 2018

A 3ª edição da Mostra de Música Instrumental Ecos do Ingá terá início neste sábado (28). O evento é uma iniciativa do Cottonet-Clube e homenageará os instrumentos de sopro.


A programação da Ecos do Ingá é gratuita e compreende uma oficina com o músico Raul de Souza, além de quatro apresentações musicais no domingo (29).

Bloco de Imagem

O músico Raul de Souza ministrará uma oficina e se apresentará no evento. Foto: Lorenzo de Simone

O palco do evento será montado ao lado da Maria Fumaça, no Parque do Ingá.


Confira a programação completa e informações sobre as atrações:


Programação


Sábado (28)


Oficina e Bate Papo com Raul De Souza
Teatro Barracão / 20h
Inscrições pelo e-mail: cottonetclube@gmail.com


Domingo (29)


Apresentações musicais
15h – Maringá Big Band (Maringá)
16h30 – Vitor Gorni Orquestra (Londrina)
18h – Carlos Malta & Marcos Suzano Trio (Rio de Janeiro)
19h30 – Raul de Souza Quarteto (São Paulo)


Atrações


Raul de Souza


Raul de Souza é um trombonista, reconhecido mundialmente por sua genialidade musical. Nasceu em 23 de agosto de 1934 no Rio de Janeiro. Entre 1951 e 1952 teve a grande oportunidade de tocar com Pixinguinha e Agostinho dos Santos. Logo depois, Ary Barroso ajudou-o a lançar sua carreira, quando rebatizou como “Raulzinho” na Rádio Tupi, no Rio de Janeiro.


Em 1955 gravou o primeiro álbum de música instrumental da história do Brasil, ao lado de Sivuca, Altamiro Carrilho e Baden Powell. Nos anos 70, consolida sua carreira internacional após gravar álbuns nos Estados Unidos tocando com artistas como Sergio Mendes, Airto Moreira, Sonny Rollins e George Duke.


Depois de ter decidido sair das grandes gravadoras americanas que não acompanhavam o seu ecletismo musical, Raul de Souza volta ao Brasil e grava com Tom Jobim, Milton Nascimento, Djavan, Maria Bethânia, Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, entre outros.


Raul de Souza Quarteto é:
Raul de Souza (trombone/sax)
Fábio Torres (piano)
Glauco Sölter (baixo)
Mauro Martins (bateria)


Carlos Malta e Marcos Suzano Trio


O músico dos sopros Carlos Malta, conhecido como “O Escultor do Vento”, é multi-instrumentista, compositor, orquestrador, educador e produtor, dono de um estilo totalmente original e criativo. Lançou vários CDs, entre eles: “Rainbow”, em duo com o violoncelista suíço Daniel Pezzotti, indicado ao Prêmio Sharp e “Carlos Malta e Pife Muderno”, indicado ao Grammy Latino.


Como educador, já deu aulas na Berklee School, no Conservatório da França, Universidade da Flórida e na Dinamarca, no Royal Conservatory of Music. Apresentou-se na China, França, Suíça, Inglaterra, Portugal, Estados Unidos, Alemanha, Holanda, Dinamarca, Suécia, África do Sul, Marrocos, Japão, Venezuela, República Dominicana e em Cuba onde tocou com Michel Legrand e Chucho Valdéz.


Marcos Suzano, percussionista, tem no pandeiro seu principal instrumento. Músico profissional desde 1986, participou de vários grupos importantes no cenário musical brasileiro e internacional, como Aquarela Carioca, Nó em Pingo D’Agua, Zizi Possi, Gilberto Gil, Sting e Joan Baez.


Suas pesquisas em música eletrônica unem-se a um profundo conhecimento da base musical afro brasileira, resultando numa ação marcada pelo virtuosismo e originalidade, em favor de uma assinatura sonora.


Calor Malta e Marcos Suzano Trio são:
Carlos Malta (flautim, flauta, pífano, saxofone)
Marcos Suzano (pandeiro e percussão)
Sérgio Chiavazzoli (guitarra)
Guilherme Gê (baixo synth, teclados, efx)


Vitor Gorni Orquestra


A Vitor Gorni Orquestra é remanescente da Londrina Big Band, criada em 1994 pelo saxofonista Vitor Hugo Gorni. O repertório é variado, desde os grandes hits das “big bands” até a boa música brasileira, passando por jazz, pop, samba, mambo etc.


A formação atual tem três saxofones, dois trompetes, um trombone, bateria, baixo guitarra e piano.


O grupo procura manter uma identidade própria, com arranjos próprios e o som característico remanescente das “Jazz Bands”. Em 2016 a composição “Essa é Nossa” recebeu premiação do Festival de Compositores de Jaraguá do Sul, fazendo parte do CD.


Vitor Gorni Orquestra é:
Vitor Gorni, Lincoln Rodrigues, Wesley Cesar Florencio (Saxofones)
Marcio Souza e Newton Cesar Florencio (Trompetes)
Luciano Torres (Trombone)
Andre Campelo (Guitarra)
Mateus Gonsales (Piano)
Gabriel Zara (Contra-baixo)
Rafael Torrente (Bateria)


Maringá Big Band


A Maringá Big Band foi criada em 2016 por um grupo de músicos amigos apaixonados pelo som das “big bands” antigas e atuais, tendo como objetivo o aperfeiçoamento dos instrumentistas. Traz em seu repertório arranjos e composições das orquestras de Count Basie, Duke Ellington, Severino Araújo e Mantiqueira.


A atual formação é composta por cinco saxofones, quatro trompetes, quatro trombones e Ritmo (piano, guitarra, baixo e bateria).


Mesmo sendo nova, a Maringá Big Band já possui inúmeras participações em eventos e festivais, como por exemplo o Femucic 2017, quando foi escolhida como base para oficina de prática de big band, acompanhando o renomado trombonista, compositor e arranjador Rafael Rocha.


Maringá Big Band é
Antônio Dimas e Phernando Campos (1º Sax Alto)
Jeferson Alves (2º Sax Alto)
Alessandro Marcelino (1º Sax Tenor)
José Luís Nogueira (2º Sax Tenor)
Paulo Baptistelli (Sax Barítono)
Lucas Machado (1º Trompete)
Maicon Douglas (2º Trompete)
Gezer Alves (3º Trompete)
Natanael Calefi (4º Trompete)
Gideon Machado (1º Trombone)
Aleilton Chavenco (2º Trombone)
Marcelo Cardosa (3º Trombone)
Erico Bondezan (4 º Trombone)
André Machado (Guitarra)
Vinicius Pasquini (Piano)
Renan de Souza (Baixo)
Carlos Antonio Ferreira Carvalho (Bateria)

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo