Fechar

Entretenimento

Fã Incondicional

Egli das Graças: a mulher que já viu quase 300 shows do Roberto Carlos

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 16:05 - 14 de Junho de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Victor Simião/CBN Maringá

Egli das Graças tinha 20 anos quando viu ao vivo Roberto Carlos pela primeira vez, em 1977. O cantor já estava com quase 40 anos, tinha deixado a fase rock and roll para trás. Ainda assim, arrebatava multidões: e roubou o coração da jovem Egli, como numa curva na estrada de Santos. Ela desde então vem acompanhando a carreira do rei presencialmente. Mas a paixão vem desde a infância, diz ela.


"Desde quando eu tinha 9 anos de idade. Lembro que quando eu era pequenininha, eu ficava doente e pedia o rádio pra minha mãe e ficava escutando o dia inteiro o Roberto."


Desde 1977, Egli já viu quase 300 shows do compositor de Detalhes. Hoje, aos 64 anos e vivendo em São Paulo, a contadora continua tão apaixonada pelo rei quanto no passado – e promete a ele céu, meu bem, e o amor dela também.


Não à toa, a fã viaja o Brasil e o mundo para assistir às apresentações. Por conta dessa paixão, a contadora já foi para nove países, entre eles França, Estados Unidos, Bélgica, Portugal. Nesta sexta-feira (14) e sábado (15), fica no Paraná, para assistir aos shows em Maringá e em Foz do Iguaçu. Em Maringá, aliás, estava toda de azul: desde os óculos até as unhas da mão – e essa é a cor favorita do artista.


E se já foi para tão longe, o camarim do rei ficou mais perto. Ela tem dezenas de fotos com o artista: e conta até já ter dado um selinho nele, meio que sem querer. Aliás, não adianta tentar cavar um espaço na vida dela. Para ela, "o cara" é Roberto Carlos.


"Eu não casei, e todos os namorados que eu tive, eu sempre falava pra eles: primeiro é o Roberto. Se você não quer, então Tchau e bença!".


A devoção dela é tão forte que ela tem bolsa, colar, todos os discos. Quanto ao dinheiro, a fã prefere gastar com o Roberto Carlos – e o resto, que vá para o inferno.


"Tudo é na base do cartão de crédito (risos). Eu ganhei um processo há um bom tempo atrás, e guardei pra comprar casa. Graças a Deus eu tenho, já que meu pai me deixou. Então eu gasto tudo com o Roberto", disse Egli.


Enquanto Roberto Carlos não se aposenta, Egli das Graças continua viajando em busca dos shows do artista. Não importa o lugar: pode até ser além do horizonte que ela vai.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo