Fechar

+ Esportes

Handebol

Maringaense faz história com a seleção e agradece torcida de Maringá

Publicado por Chrystian Iglecias, 14:21 - 28 de Janeiro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

Ele é maringaense, de família pioneira da cidade, e neste mês de janeiro ajudou a seleção brasileira masculina de handebol a conseguir a maior façanha de sua história: ser Top-10 em um Campeonato Mundial da modalidade.


Este é Henrique Selicani Teixeira, conhecido no meio do handebol como Henrique Teixeira. Em bate-papo com a redação do GMC Online, Teixeira aproveitou para agradecer o apoio recebedido da Cidade Canção enquanto esteve disputando o Mundial, na Alemanha e na Dinamarca.



"Só tenho a agradecer ao povo de Maringá, a torcida de todo mundo. Sei que todo mundo me conhece aí, sempre que estou de férias eu estou na cidade. Minha família inteira é daí, meu avô é pioneiro em Maringá. Todo mundo apoia, manda mensagens. Um grande abraço pra toda a população e pra toda a galera que acompanhou o Mundial'', disse Henrique Teixeira, que atualmente joga no CSM Bucharest, da Romênia.



Campanha da seleção no Mundial


O Mundial de Handebol terminou neste domingo (27), com o título da Dinamarca em cima da Noruega na final. Na disputa pelo terceiro lugar, a França derrotou a Alemanha e ficou com o bronze. Mas a notícia do torneio para o esporte brasileiro foi a campanha realizada pela seleção. Com cinco vitórias e três derrotas, o Brasil conquistou um 9º lugar histórico, já que nunca antes na história o time havia terminado um Mundial no top-10. 


"A Seleção conseguiu um marco histórico na sua existência, a gente nunca tinha conseguido ficar entre os dez melhores do mundo. Batemos grandes seleções como Croácia, Rússia, Islândia, que são medalhistas olímpicos e mundiais'', disse. "Isso mostra que o Brasil vem colhendo os frutos de todo um trabalho feito nos últimos anos", comemorou Teixeira.


O Top-4 do Mundial foi formado por quatro seleções europeias, o que mostra mais uma vez a hegemonia do velho continente na modalidade.


"Muitos atletas brasileiros migraram pra Europa, em busca de melhorias e de estar igualando o nível europeu, que é a escola tradicional, onde tem os melhores jogadores do mundo. E hoje o Brasil está dando um passo a mais pra futuramente conseguir resultados ainda melhores", reiterou Henrique Teixeira.


Próxima competição


O próximo grande compromisso da seleção será no meio do ano, para a disputa dos Jogos Pan-americanos 2019, que será  em Lima, no Peru. Lá, a equipe terá o objetivo de buscar a vaga para os Jogos Olimpícos de Tóquio, em 2020. 

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação CBHb

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo