Fechar

Futebol

Paranaense

Vencer ou vencer: MFC recebe o Toledo para tentar evitar a queda

Publicado por Chrystian Iglecias, 09:00 - 31 de Março de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Rodrigo Araújo/Maringá FC

Agora é tudo ou nada: o Maringá FC entra em campo neste domingo (31) para enfrentar o Toledo e só a vitória interessa. Após quatro derrotas consecutivas, o Tricolor precisa dos três pontos para ter chances de continuar na Primeira Divisão do Campeonato Paranaense. 


Após um primeiro turno regular, poucos apostariam que o Maringá chegaria na última rodada da fase de classificação da Segunda Taça na situação em que o time está hoje. Ainda que no início da temporada o discurso no clube era de que o objetivo seria fugir do rebaixamento, nem o mais pessimista torcedor tricolor imaginaria um cenário como este. 


Tudo começou em Foz do Iguaçu. Jogando contra o lanterna do campeonato e ''saco de pancadas'' do primeiro turno, a equipe maringaense era vista como favorita para o duelo. Apesar do favoritismo, o Maringá saiu de campo derrotado por 1 a 0, com muita polêmica de arbitragem. O Tricolor saiu na bronca com o árbitro Robson Babinski, que apitou pênalti duvidoso no primeiro tempo a favor da equipe da casa e, segundo os maringaenses, favoreceu o Foz durante toda a partida.


Após esta partida, o Tricolor foi amassado pelo Athletico Paranaense na semana seguinte, em casa, por 4x0. Ao fim do jogo, o técnico Antônio Picoli foi demitido. No dia seguinte, Sandro Forner foi anunciado como seu substituto. O novo técnico chegou à Cidade Canção na véspera do clássico contra o Londrina e comandou apenas um treino antes do duelo entre os rivais do interior. Na estréia de Forner, atuação apática e derrota por 2x1.


No dia seguinte à derrota no clássico, veio mais uma péssima notícia: o Rio Branco havia vencido o FC Cascavel e o Maringá FC entrava na zona do rebaixamento há apenas duas rodadas do fim do campeonato. Pior: o jogo seguinte era mais uma pedreira, desta vez diante do Operário, fora de casa. E não deu outra: nova derrota por 2x1, agora diante dos pontagrossenses. Paralelamente, o Rio Branco empatava com o Coritiba no Alto da Glória, e a situação se complicava ainda mais.



Agora, a situação é a seguinte: caso o Maringá FC não vença o Toledo, estará automaticamente rebaixado para a segunda divisão do Paranaense. Em caso de vitória no WD, o Tricolor precisa ainda torcer para que o Rio Branco perca sua partida, diante do Cianorte, em casa. E mais: uma diferença de saldo de gols precisa ser tirada. O Maringá tem -7, e o Rio Branco -3. Ou seja: em caso de derrota simples do Leão da Estradinha, o Tricolor precisará aplicar um 3 a 0 no Toledo. 



Para que o Maringá FC consiga fazer sua parte em casa, o técnico Sandro Forner prega calma.


''Não adianta a gente começar jogando igual um louco e tomar um gol no começo. Assim, praticamente a gente joga a chance de permanecer na Primeira Divisão no lixo. Vai ser um desafio, não só pra gente de fora, tentando passar isso pros jogadores, mas pra eles também dentro do campo. Eles não podem perder o lado emocional'', disse Forner.


O técnico também ressaltou o fato de que o adversário jogará tranquilo, já classificado para a final do estadual por ter sido campeão da Primeira Taça. 



''A gente sabe que será um jogo duro. O Toledo jogará com muito mais tranquilidade, e a gente vai tentar fazer o jogo da vida. Mas sempre tentando ter equilíbrio e tentando melhorar a performance para termos chance'', completou.



A partida entre Maringá FC e Toledo está marcada para as 16h, no Estádio Regional Willie Davids. Os ingressos já estão disponíveis em www.ingressonacional.com.br. Os valores são R$ 42,00 inteira e R$ 22,00 meio ingresso para a arquibancada coberta e R$ 32,00 inteira e R$ 17,00 meio ingresso para a descoberta.


 


 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo