Fechar

Futebol

Filho de peixe

Romarinho: 'Depois do Pelé, meu pai foi o melhor'

Publicado por Chrystian Iglecias, 13:45 - 24 de Abril de 2019

Bloco de Imagem

Romarinho em seu primeiro treino pelo Tricolor. Foto: Rodrigo Araújo/Maringá FC

Ser filho do baixinho Romário e jogador de futebol certamente não é uma tarefa das mais fáceis. Por onde anda, Romarinho, novo atacante do Maringá FC, carrega consigo o peso de fazer lembrar o futebol do pai, protagonista do tetracampeonato mundial da Seleção Brasileira, em 1994. Entretanto, Romarinho faz questão de deixar bem claro que seu pai é "incomparável".



"Carrego isso desde pequeno. As pessoas querem comparar, mas não tem como comparar o meu pai com nenhum jogador do mundo. Depois do Pelé, ele foi o melhor", afirmou o novo reforço maringaense em entrevista ao portal GMC Online.



Apesar de ser conhecido nacionalmente por ser filho do atual senador, Romarinho precisa se apresentar como jogador, já que muitos não conhecem seu estilo de jogo. Porém, como diz o ditado, "filho de peixe, peixinho é".


"Minha principal característica é a finalização", disse o agora atacante do Tricolor. "Também tenho velocidade e explosão. Jogo de ponta e também de centroavante. Não tenho preferência, aonde tiver que jogar, eu tô pra ajudar", completou.


Romarinho inciou sua carreira nas categorias de base do Vasco da Gama, time que relevou Romário. Seu primeiro clube profissional, no entanto, foi o Brasiliense, equipe que defendeu de 2013 a 2014 e foi campeão do estadual candango. Em 2015, Romarinho acertou seu retorno ao Vasco, onde no primeiro semestre foi campeão carioca. Sem chances na equipe, o atacante foi embora no mesmo ano para o futebol japonês, onde defendeu o Zweigen Kanazawa.


Em 2017, Romarinho voltou ao Rio de Janeiro para jogar pelo Macaé, clube por qual disputou o Carioca daquele ano, antes de se transferir para o Tupi-MG. Após demonstrar bom futebol na Série C do Brasileiro pela equipe mineira, Romarinho acertou com o Figueirense para a temporada 2018, clube pelo qual foi campeão catarinense. Antes de vir para o Maringá, o atacante voltou a defender o Tupi-MG, nos primeiros meses de 2019.


Segundo Romarinho, as referências que teve de amigos que passaram pelo Tricolor Maringaense foram importantes para sua vinda para a Cidade Canção.



"Falaram muito bem sobre a estrutura, sobre a diretoria, que é bastante competente, e também sobre a cidade. O que me atraiu foi o projeto de subir pra Série C", afirmou o reforço.



A empreitada de Romarinho e do MFC rumo ao objetivo do acesso à Série C se inicia no próximo dia 4, no Estádio Regional Willie Davids. O adversário da estreia será o Avenida, do Rio Grande do Sul, em partida marcada para as 17h. 


 

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo