Fechar

Futebol

Outro cargo?

Paulinho Regini deve deixar a diretoria de futebol do MFC

Publicado por Chrystian Iglecias, 16:00 - 19 de Agosto de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Rodrigo Araújo/Maringá FC

Paulo César Regini não deve continuar como diretor de futebol do Maringá Futebol Clube. De acordo com informações de bastidores e pessoas influentes dentro do clube, o cartola deve deixar o cargo após sete anos. O portal entrou em contato com Regini, que evitou confirmar a informação, mas afirmou que "não se garante para 2020". De qualquer maneira, mesmo que Paulinho Regini deixe a diretoria, ele não sairá do clube definitivamente e provavelmente assumirá outro cargo.


Paulinho tomou a frente da diretoria de futebol do MFC em 2012, quando o time ainda se chamava Metropolitano Maringá. Nos bastidores, ele foi um dos grandes responsáveis por montar os elencos de 2013 e 2014, que conquistaram o título da Divisão de Acesso e o vice-campeonato da Primeira Divisão do Paranaense, respectivamente. A partir de 2016, Paulinho pôde "tabelar" com o pai João Regini, que assumiu a presidência. 


Em sete anos, o saldo foi de um título estadual da segunda divisão, um vice-campeonato na elite do Paraná, dois acessos (com título) e um rebaixamento, além de três participações na Série D do Campeonato Brasileiro - chegando pela primeira vez aos 16 avos de final, em 2018 – e as conquistas da Taça FPF sub-23 de 2015 e 2017. Como diretor, Paulinho Regini esteve envolvido, inclusive, na consolidação da base do clube, hoje em fusão com o Instituto Alex Santos, tendo o ex-jogador como coordenador das categorias inferiores.


Com apenas a Divisão de Acesso do Paranaense no horizonte para 2020, o Maringá já começa a se movimentar para montar o elenco e a comissão técnica que serão responsáveis pela missão de voltar à elite do futebol estadual. Com isso, o anúncio oficial da "saída" de Paulinho Regini e a revelação do novo diretor de futebol deve ocorrer nos próximos dias.


Com relação ao novo técnico, há uma grande probabilidade de que ele não seja tão novo assim. O uruguaio Jorge Martinez, que foi auxiliar de Sandro Forner e posteriormente efetivado na função de técnico nas últimas três rodadas da Série D é quem desponta na frente para comandar o Maringá na segundona do Paranaense.


Em junho, o portal GMC Online já havia noticiado a probabilidade de uma permanência de Martinez no comando da equipe. Justamente em entrevista com Paulinho Regini, a reportagem apurou que a intenção do Maringá FC era de manter o uruguaio para o ano que vem.



"Lógico que tem muita coisa pra acontecer até o ano que vem ainda, já que começamos a trabalhar apenas em Fevereiro. Mas a ideia é poder contar com o Jorge ano que vem pra dar sequência ao trabalho", afirmou à época o filho do presidente João Regini.



Jorge Martinez foi na mesma direção de Paulinho. Em contato com o portal na mesma época, o treinador reiterou o desejo de permanecer à frente da equipe.



"Não tem nada acordado, mas eu gostaria muito de voltar ano que vem. Eu tinha trancado o curso de treinador da FIFA no Uruguai e agora vou voltar a me dedicar a isso. Mas em 2020 quero voltar", comentou o estrangeiro.



O anúncio do treinador para a próxima temporada deve ocorrer na reta final deste ano, provavelmente no mês de novembro.

Bloco de Imagem

Foto: Rodrigo Araújo/Maringá FC

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo