Futebol

Brasileirão

Ex-Maringá FC, goleiro Tadeu vive sonho na Série A

Publicado por Chrystian Iglecias, 14:10 - 30 de Abril de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Instagram @_fotodojogo

Em 2015, ele disputou o Campeonato Paranaense pelo Maringá FC e até hoje é lembrado como um dos melhores goleiros que já vestiram o "manto maringaense". Neste fim de semana que passou, ele viveu uma noite mágica no Maracanã. É claro que estamos falando do paredão Tadeu, agora titular do Goiás.


Após um Paulistão histórico pela Ferroviária, Tadeu chamou a atenção do esmeraldino, que o contratou por empréstimo para disputar o Campeonato Brasileiro da Série A. A expectativa era que ele fosse reserva de Sidão, porém Tadeu ganhou a posição nos treinos e fez com que o ex-são-paulino fosse embora para o Vasco. Assim, ele assumiu a posição para a estreia no Brasileirão, diante do Fluminense, fora de casa.


Aos 45 minutos do primeiro tempo, com o jogo empatado em 0 a 0, o árbitro Paulo César de Oliveira apitou pênalti para o Flu, após toque de mão do zagueiro Yago dentro da área. Era a chance de Tadeu virar herói. E não deu outra. Na cobrança do atacante Luciano, o arqueiro esmeraldino voou no canto esquerdo e evitou o gol do tricolor carioca.


Aos 44 do segundo tempo, o que já era bom ficou ainda melhor. Rafael Vaz, em cobrança de falta, marcou o gol da vitória do Goiás no Maracanã.

Bloco de Imagem

Tadeu é abraçado pelos companheiros após defender o pênalti. Foto: Reprodução/Instagram

Uma estreia de sonho, não é, Tadeu?



"Sensação inexplicável, nem nos meus mais profundos sonhos eu sonhava com uma estreia como essa. Ficará marcada em minha vida!'', disse Tadeu em entrevista ao portal GMC Online.



O goleiro aproveitou a entrevista para agradecer ao Maringá FC pela experiência adquirida na Cidade Canção. Ele cita que o ex-preparador de goleiros do Tricolor Maringaense, Carioca, foi fundamental.


"Foi um período que adquiri uma grande experiência, consegui fazer bons jogos, fazer um campeonato de regularidade, e ali que enfrentei meus primeiros jogos mais competitivos. Então a passagem pelo Maringá contribuiu muito com meu desenvolvimento como atleta. O Carioca, preparador de goleiros, me ajudou muito nesse processo", afirmou o agora goleiro de Série A.


Tadeu iniciou a carreira nas categorias de base do Coritiba, onde ficou por cerca de 9 anos. O time do Alto da Glória o emprestou para passagens curtas por Tupi-MG, Junior Team-PR e Maringá FC. Em 2015, o goleiro resolveu deixar a capital paranaense para defender o Ceará, onde passou seis meses e, após isso, ficou sem clube.


Em casa, ele recebeu o convite para ser o terceiro goleiro da Ferroviária, em 2016. Pela "Locomotiva", ele foi campeão da Copa Paulista em 2017, disputou o Paulistão de 2018 e foi emprestado para o Oeste de Itápolis, para disputar a Série B do Brasileiro. No Oeste, ele viveu o melhor momento de sua carreira.


Ao retornar para a Ferroviária no início deste ano, ele foi um dos protagonistas de uma campanha histórica. Após 20 anos, a equipe de Araraquara voltava a se classificar para o mata-mata do estadual. Tadeu e cia. fizeram jogo duro diante do Corinthians, caindo apenas após disputa de pênaltis. 


Ao ser perguntado sobre o tamanho do salto que deu na carreira ao ir para o Goiás, o arqueiro não hesitou. "Muito grande, meu objetivo foi sempre disputar a série A do brasileiro por um grande clube, e agora estou tendo a oportunidade que tanto trabalhei e busquei", respondeu.


Agora, Tadeu visa manter o bom momento na Série A do Brasileiro. E a próxima parada do Goiás é diante do São Paulo, nesta quarta-feira (1), no Serra Dourada. A partida está marcada para as 21h30, com transmissão da Rede Globo. 

Bloco de Imagem

Tadeu na época em que defendia o gol do Maringá. Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo