Fechar

COLUNISTAS

Silvio Barros

Publicado por Zona Livre, 17:55 - 30 de Janeiro de 2019

Há 40 anos, no dia 29 de janeiro de 1979, morreu o ex- prefeito Silvio Magalhães Barros, com apenas 51 anos, vítima de de infarto, no Aeroporto Gastão Vidigal.


Sílvio nasceu em Aiuruoca, Minas Gerais, no dia 2 de setembro de 1927, filho de José Magalhães Barros e Olga Giffoni Barros. Em 1942, aos quinze anos, mudou-se com sua família para Maringá, que na época ainda era um vilarejo de agricultores, mais tarde se tornando distrito de Mandaguari. 


Em Maringá, foi piloto de táxi aéreo e empresário, atuando como empreiteiro de construções, proprietário de uma concessionária de automóveis e integrando o grupo de fundadores do Aeroclube de Maringá.


Em 1960, concorreu a vereador, ficando na suplência da UDN. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, ingressou no Movimento Democrático Brasileiro (MDB), sendo um dos fundadores do partido em Maringá. Para a legislatura seguinte, iniciada em 1964, foi eleito vereador. 


Em 1966, antes de completar seu mandato na câmara de vereadores, foi eleito deputado estadual do Paraná. Na Assembleia Legislativa integrou as comissões de Justiça e de Finanças, e foi vice-presidente da Comissão de Orçamento.


Em 1970, elegeu-se deputado federal pelo Paraná, sendo membro suplente da Comissão de Orçamento, membro efetivo da Comissão de Economia e vice-presidente das Comissões de Desenvolvimento da Região Sul e de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, tendo exercido o mandato até 1973, quando foi eleito prefeito de Maringá, para a gestão 1973 a 1977. Em 1978, foi candidato à Câmara dos Deputados. 


Em 29 de janeiro de 1979, Silvio Barros sofreu infarto. No Aeroporto Regional Dr. Gastão Vidigal, às 13 horas, caminhava em direção ao avião quando sofreu uma súbita parada cardíaca e veio a óbito no local. Seu corpo foi levado a sua residência e posteriormente transferido para o Paço Municipal de Maringá, onde foi velado até o dia seguinte, quando ocorreu também o seu sepultamento. Silvio Barros tinha 51 anos de idade.


Seus problemas de saúde apareceram durante a sua campanha para deputado federal, em 1978. Dias antes de sua morte, ele havia feito consultas a vários médicos, que sugeriram uma intervenção cirúrgica na capital do Estado.


Em sua homenagem, o Paço Municipal de Maringá foi denominado Silvio Magalhães Barros. Seus dois filhos foram prefeitos de Maringá. Ricardo Barros, de 1989 a 1992, e Silvio Barros II, de 2005 a 2008 e de 2009 a 2012. Ricardo se elegeu deputado federal, em 1994, cumprindo quatro mandatos consecutivos. Foi candidato ao Senado, em 2010, recebendo 2.190.539 votos. Voltou à Câmara dos deputados, em 2015, e foi eleito para o seu sexto mandato na eleição de 2018. 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo