Fechar

COLUNISTAS

Marca aposta em matéria-prima sustentável em lançamento de perfume

Publicado por Redação, 08:00 - 16 de Julho de 2019

Reconhecida por seus amadeirados, uma das maiores marcas da perfumaria masculina nacional, Malbec, faz mais um movimento audacioso ao investir em madeiras negras para o lançamento de Malbec Black. A força e intensidade da matéria-prima sustentável, obtida por meio das lascas provenientes da fabricação de barris de carvalho francês, conferem um aroma nobre e rigoroso à fragrância – uma verdadeira obra de arte da perfumaria.


O amadeirado oriental foi desenvolvido pelo renomado perfumista IFF, Pascal Guarín, revelando um aroma rico que mescla tons terrosos às madeiras nobres, com suaves nuances de baunilha whisky, couro e tabaco. O segredinho de sua alquimia criativa é o acorde black code, proveniente do óleo natural de Oakwook extraído das lascas de madeira de barris originalmente utilizados no envelhecimento de bebidas alcóolicas.


Inspirado em homens que entendem que o poder está em ser quem você é e não em ter, Malbec Black traduz a atração, estimulando os sentidos, desde sua saída marcada por bergamota, limão, cinamomo, gengibre, juniper e cardamomo. A intensidade do corpo se dá pelo acorde black code, acompanhado por gerânio e sálvia, antes de chegarmos ao fundo que irradia sândalo, âmbar, cashmeran, olíbano, baunilha, patchouli e benjoim.


Sua embalagem em preto fosco com toques de rosé metalizado transmite a exclusividade e sofisticação do lançamento, assim como seu poder e o mistério conferido pela matéria-prima inédita.


Além da fragrância, O Boticário apresenta o versátil Malbec Black Shower Gel, com extrato de carvão ativado e bambu para limpeza profunda, remoção de impurezas e combate à oleosidade; Malbec Black Desodorante Body Spray, que garante proteção perfumada para todo o corpo e o nécessaire desenvolvido especialmente para acompanhar a novidade.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo